14.10.18

DJ Set
LEON VYNEHALL 
Pressure makes diamonds 
Sábado, 27 de Outubro no Lux


Músico, produtor, DJ e curador deep house/downtempo, o inglês Leon Vynehall já editou o mini-LP ‘Music for the Uninvited’ (2014 3024 Records) e o álbum ‘Nothing Is Still’ (2018 Ninja Tune), onde revela a influência de compositores minimalistas contemporâneos em detrimento das batidas da dance music.
Como DJ, Leon Vynehall percorre o ambient, dub, house e techno numa viagem de grooves direccionados para os clubs, como dá a ouvir no podcast-DJ mix ‘RA.644 Leon Vynehall’ (2018 Resident Advisor). O regresso às pistas de dança de um dos músicos de electrónica em destaque em 2018.
“A genialidade de Leon Vynehall já tinha conquistado o mundo, agora tem-no na mão. O regresso ao Lux na altura certa.” 
LuxFrágil
Entradas à venda na bilheteira do Lux a partir das 23h00 da noite do evento.
BOILER ROOM
Leon Vynehall 

12.10.18

Banda Desenhada - Festival
AMADORA BD 
29.º Festival Internacional de Banda Desenhada 
De 26 de Outubro a 11 de Novembro no Fórum Luís de Camões - Brandoa
(CM Amadora) 


A edição de 2018 do festival de banda desenhada Amadora BD apresenta como tema central ‘Brasil'. O autor em destaque é Francisco Sousa Lobo. O programa do festival dirigido por Nelson Dona contempla exposições, presença de autores nacionais e estrangeiros (sessões de autógrafos, debates e colóquios, novidades editoriais e workshops), espaço comercial (feira do livro de banda desenhada) e animação infantil.
No âmbito do Amadora BD, serão atribuídos os Prémios Nacionais de Banda Desenhada que funcionam como elemento credibilizador do panorama português de banda desenhada.
Bilhete de entrada por 3 euros.

SELECÇÃO 
Exposições 
Lançamentos
Autores Presentes
A anunciar
FESTIVAL INTERNACIONAL DE BANDA DESENHADA
Amadora BD


10.10.18

Revista Semanal - Newsmagazine
‘THE GUARDIAN WEEKLY’
A week in the life of the world
(Guardian News & Media)


O diário inglês de centro-esquerda ‘The Guardian’ relança a sua edição semanal ‘The Guardian Weekly’, com um novo visual e no formato revista. A nova publicação semanal de 64 páginas é uma colecção com curadoria das histórias mais importantes do mundo e a mais interessante escrita publicada no ‘The Guardian’, na edição de domingo ‘The Observer’ e das edições digitais internacionais. 
Dentro da nova revista ‘The Guardian Weekly’, editada por Katharine Viner, encontra-se um resumo das manchetes mais importantes da semana, além de reportagens e análises detalhadas das maiores matérias da semana, para além de leituras longas, entrevistas, opinião e ensaios. O jornalismo independente de que o mundo precisa.
Edição global da ‘The Guardian Weekly’ às sextas nas lojas de imprensa internacional.
A WEEK IN THE LIFE OF THE WORLD
‘The Guardian Weekly’


8.10.18

Cinema - Festival
DOCLISBOA‘18 
16º Festival Internacional de Cinema 
De 18 a 28 de Outubro na Culturgest, Cinema São Jorge e Cinema Ideal
(Apordoc)  


O Doclisboa apresenta em antestreia os melhores documentários da última temporada numa tentativa de compreender em que ponto está e como opera hoje o cinema do real. O festival internacional de cinema documental pretende dar ao público novas formas de pensar, de ver o mundo e de comunicar, mostrando filmes importantes e premiados.
Com direcção de Cíntia Gil e Davide Oberto, o Doclisboa exibe nesta 16.ª edição 243 filmes de 54 países, alguns em estreia internacional ou mundial. A programação inclui a Competição Nacional e Internacional, as secções paralelas Riscos, Heartbeat, Verdes Anos e Da Terra à Lua, a retrospectiva Luis Ospina e o foco Navegar o Eufrates.
Bilhetes à venda na Culturgest e Ticketline por 4 euros.  

SELECÇÃO   
Quinta, 18 
21h30 Culturgest - ‘The Waldheim Waltz’ (2018 Áustria 94’) de Ruth Beckermann 
Kurt Waldheim, antigo secretário-geral das Nações Unidas, escondeu o seu passado nazi – ele é a personificação da história recente da Áustria. 
Sexta, 26 
22h00 São Jorge - ‘Flotten’ (2018 Suécia 98’) de Marcus Lindeen 
Em 1973, cinco homens e seis mulheres andaram à deriva numa jangada no Atlântico para estudar as causas da violência e a dinâmica da atracção sexual. 
Domingo, 28 
18h30 São Jorge - ‘La Strada dei Samouni’ (2018 Itália 126’) de Stefano Savona 
Nos arredores de Gaza, uma pequena comunidade de agricultores está prestes a celebrar um casamento, depois da última guerra que lhes mudou a vida. 
Segunda, 29 
22h15 Cinema Ideal - Premiados 
Terça, 30 
22h15 Cinema Ideal - Premiados 
Quarta, 31 
22h15 Cinema Ideal - Premiados
O MUNDO INTEIRO CABE EM LISBOA
Doclisboa’18 

6.10.18

Filme - Estreia a 11 de Outubro no Medeia Espaço Nimas
‘HAPPÎ AWÂ - HORA FELIZ’ PARTE 2 E PARTE 3
de Ryûsuke Yamaguchi 
com Sachie Tanaka e Hazuki Kikuchi
(2015 Fictive)


Quatro mulheres, todas na casa dos 30 anos. Três são casadas, uma é divorciada. Entre si, não há segredos, ou assim parecia ser. Quando uma delas perde um caso de divórcio e decide desaparecer, as restantes amigas sentem-se compelidas a questionar os seus desígnios de vida.
‘Happî Awâ - Hora Feliz’ é um drama (em duas partes) do realizador japonês Ryûsuke Hamaguchi, de 39 anos.
“More interested in behavior than in depth. If ‘Happî Awâ’ doesn’t quite deliver all it promises, that may only be because it promises quite a lot. Unforced intimacy and unfussy, unadorned visual style throughout this absorbing movie.” 
The New York Times
“Buoyed by four captivating performances from its unheralded actresses, ‘Happî Awâ’ is a fascinating, towering confection of contradictions: a modest epic, a contemporary television drama and art cinema.” 
Film Comment
“‘Happî Awâ’ est une véritable merveille, une fresque chorale d’une beauté et d’une profondeur confondantes, dépeignant de sublimes portraits de femmes au quotidien.” 
Le Monde
‘HAPPÎ AWÂ’
Ryûsuke Yamaguchi 

4.10.18

Filme - Estreia a 18 de Outubro no Medeia Monumental
‘FIRST MAN - O PRIMEIRO HOMEM NA LUA’ 
de Damien Chazelle 
com Ryan Gosling e Claire Foy
(2018 Amblin Entertainment) 


A missão Apollo 11 da NASA para colocar o primeiro homem na Lua e a vida de Neil Armstrong, de 1961 a 1969. A jornada de um astronauta e de uma nação durante uma das mais perigosas missões na história das viagens espaciais.
‘First Man - O Primeiro Homem na Lua’ é um drama histórico e biográfico do realizador norte-americano Damien Chazelle, de 33 anos, autor de ‘Guy and Madeline on a Park Bench’ (2009), ‘Whiplash - Nos Limites’ (2014) e ‘La La Land - Melodia de Amor’ (2016).
“It is a movie packed with wonderful vehemence and rapture: it has a yearning to do justice to this existential adventure and to the head-spinning experience of looking back on Earth from another planet.” 
The Guardian
‘FIRST MAN’
Damien Chazelle 

30.9.18

Filme - Estreia a 11 de Outubro no Midas Cinema Ideal
‘9 DOIGTS - 9 DEDOS’
de F.J. Ossang 
com Paul Hamy e Damien Bonnard
(2017 OSS/100) 


Numa estação de comboios, Magloire encontra um pacote com dinheiro e resolve fugir. Acaba refém do gang de Kurtz e depois cúmplice. Todos embarcam num navio com carga radioactiva e a serem maquinados por um líder misterioso.
‘9 Doigts - 9 Dedos’ é um drama de aventuras do realizador francês F.J. Ossang, de 62 anos, autor de ‘Dharma Guns’ (2011).
Locarno Festival - Pardo per la Miglior Regia 2017 (melhor realizador)
“Avec F.J. Ossang, on ne sait jamais si l’aventure continue ou recommence. Depuis une région inconnue et une dimension parallèle au cinéma français, contre vents et marées, Ossang continue à chaque film de refaire du cinéma pour la première fois.” 
Cahiers du Cinéma
“Le cinéaste punk tente un polar singulier, très référencé mais à contre-courant des canons français.” 
Libération
‘9 DOIGTS’
F.J. Ossang 

28.9.18

Filme - Estreia a 11 de Outubro no Medeia Monumental e Midas Cinema Ideal
‘LAZZARO FELICE - FELIZ COMO LÁZARO’ 
de Alice Rohrwacher 
com Adriano Tardiolo e Agnese Graziani
(2018 Tempesta) 


Lazzaro, um jovem pobre e bondoso faz trabalhos forçados para a família e para a Marquesa Alfonsina de Luna, proprietária das terras onde vivem. Após uma tragédia, Lazzaro regressa à vida já no século XXI para reencontrar a família e viver como antigamente.
‘Lazzaro Felice - Feliz como Lázaro’ é um drama da realizadora italiana Alice Rohrwacher, de 36 anos, autora de ‘Le Meraviglie - O País das Maravilhas’ (2014).
“With 'Lazaro Felice', Alice Rohrwacher has crafted a magic-realist fable that doubles as an origin myth for a modern Italy subsumed by corruption and decline.” 
The Guardian
“'Lazaro Felice' demonstrates the writer-director’s ability to combine, convincingly and charmingly, an aesthetic which is firmly in the tradition of neorealism with elements of a peculiarly Italian fabulism. Alice Rohrwacher also creates many moments of pure cinematic magic.” 
Sight & Sound
‘LAZZARO FELICE’
Alice Rohrwacher 

24.9.18

Livro - Romance
‘RESERVATÓRIO 13’ 
Jon McGregor 
(2018 Elsinore) 


Inverno, centro de Inglaterra. Uma adolescente de férias desaparece na proximidade de pedreiras e reservatórios de água. Os habitantes da aldeia mais próxima vasculham os prados enquanto a polícia monta barreiras nas estradas e uma multidão de jornalistas acorre ao local. Os anos passam, as buscas continuam, e o vazio deixado pelo desaparecimento de Rebecca é preenchido pelo quotidiano.
‘Reservatório 13’ é um romance, de 320 páginas, do escritor inglês Jon McGregor, de 42 anos, inédito em Portugal.
Costa Book Awards - Novel 2017 
Booker Prize - Fiction Longlist 2017 
The Guardian - Best Fiction 2017 
"Jon McGregor is a beautiful, controlled writer, who can convey the pathos of a life in a few lines. Despite the large cast of characters, each feels specific and real. An unconventional but affecting novel.” 
The New York Times
“Fascinating. Jon McGregor is a writer with extraordinary control. 'Reservoir 13' is an enthralling and brilliant investigation of disturbing elements embedded deeply in the british story tradition.” 
 The Guardian
‘RESERVOIR 13’
Jon McGregor 

22.9.18

Cinema - Mostra
19.ª FESTA DO CINEMA FRANCÊS
O melhor e mais recente do cinema francês
De 04 a 14 de Outubro no Cinema São Jorge
(Institut Français du Portugal)  


A Festa do Cinema Francês é um festival de antestreias de longas-metragens de produções francesas recentes e inéditas em Portugal. Nesta edição, com uma programação inédita e rica em diversidade, são mostrados três dezenas de filmes em antestreia (alguns com distribuição portuguesa assegurada) que permitem abordar e redescobrir todos os géneros da produção cinematográfica francesa. Destaque para o ciclo ACID, dedicado ao cinema independente, e para a retrospectiva Henri-Georges Clouzot. O Padrinho desta 19.ª edição é o realizador e argumentista francês Jean-Paul Rappeneau.
A Festa do Cinema Francês é organizada pelo Institut Français du Portugal, Embaixada de França e Alliance Française e tem a coordenação geral de Aurélie Roguin e Silvia Balea.
Bilhetes à venda na Culturgest, Fnac e Ticketline por 3,50 euros.

SELECÇÃO   
Segunda, 08 de Outubro 
21h30 Cinema São Jorge - ‘Sofia’ (2018 Marrocos 85’), de Meryem Benm’Barek, com Maha Alemi e Lubna Azabal. 
Sofia mora com os pais em Casablanca. Após o parto, ela e a prima Kenza procuram do pai da criança. 
Terça, 09 de Outubro 
21h30 Cinema São Jorge - ‘Au Poste!’ (2018 França 71’), de Quentin Dupieux, com Benoît Poelvoorde e Grégoire Ludig. 
Uma delegação policial. Uma conversa, sob custódia, entre um comissário e o seu suspeito.
O MELHOR E MAIS RECENTE DO CINEMA FRANCÊS
19.ª Festa do Cinema Francês 

20.9.18

Filme - Estreia a 04 de Outubro no Medeia Espaço Nimas
‘HAPPÎ AWÂ - HORA FELIZ’ PARTE 1
de Ryûsuke Yamaguchi 
com Sachie Tanaka e Hazuki Kikuchi
(2015 Fictive)


Quatro mulheres, todas na casa dos 30 anos. Três são casadas, uma é divorciada. Entre si, não há segredos, ou assim parecia ser. Quando uma delas perde um caso de divórcio e decide desaparecer, as restantes amigas sentem-se compelidas a questionar os seus desígnios de vida.
‘Happî Awâ - Hora Feliz’ é um drama (em duas partes) do realizador japonês Ryûsuke Hamaguchi, de 39 anos.
“More interested in behavior than in depth. If ‘Happî Awâ’ doesn’t quite deliver all it promises, that may only be because it promises quite a lot. Unforced intimacy and unfussy, unadorned visual style throughout this absorbing movie.” 
The New York Times
“Buoyed by four captivating performances from its unheralded actresses, ‘Happî Awâ’ is a fascinating, towering confection of contradictions: a modest epic, a contemporary television drama and art cinema.” 
Film Comment
“‘Happî Awâ’ est une véritable merveille, une fresque chorale d’une beauté et d’une profondeur confondantes, dépeignant de sublimes portraits de femmes au quotidien.” 
Le Monde
‘HAPPÎ AWÂ’
Ryûsuke Yamaguchi 

18.9.18

Mostra de Arte
POSTER
Uma galeria pública a céu aberto  
De 29 de Setembro a 29 de Outubro, em Marvila
(Departamento)   


Mostra pública de arte e palavra, a Poster tem como ambiente nativo a rua. Palavras, fotografia, desenho, ilustração e mix media assumem o formato poster como meio. A Poster surge como homenagem a um dos mais poderosos meios de comunicação de sempre. Foi o primeiro meio em que a arte e publicidade se uniram em simbiose. Mudaram o mundo e mudaram a forma como o mundo comunica.
Artistas, designers, fotógrafos, escritores e arquitectos, portugueses e internacionais, juntaram-se para conceber 25 posters, impressos e colados nas paredes de Marvila, em Lisboa. Os trabalhos criativos não respondem a nenhum tema específico, sendo apenas pensados com base no meio/formato do poster/cartaz.

Convidados 
Adriano Miranda, André Ruivo, CW Moss, Dead Combo, Diogo Aguiar Studio, Filippo Fiumani aka Mani, Lord Mantraste, Nuno Miguel Guedes, Olivier Kenneybrew aka Polar, Paula Cortes, Rita Braz, Rukkit, Silvadesigners, Surma, This is Pacifica, Tomaz Hipólito, Valter Vinagre e Vera Marmelo.
MOSTRA PÚBLICA
Poster

16.9.18

DJ - Set
CARL CRAIG 
C2 
Sexta, 21 de Setembro no Lux


O produtor e DJ norte-americano Carl Craig é um dos históricos do techno de Detroit. Nos anos 1990 afirmou o seu som techno/world beat/jazz e fundou os projectos free jazz Innerzone Orchestra, House 69, Paperclip People e Designer Music.
Aos 50 anos, Carl Craig é um dos DJs e produtores mais respeitados da música de dança, dirige a sua editora Planet E e programa festivais de música como o DEMF Detroit Electronic Music Festival. A actividade e criatividade de Carl Craig como remisturador está recolhida nos álbuns ‘DJ-Kicks’ (1996 !K7), ‘Fabric 25’ (2005 Fabric), ‘Sessions’ (2008 !K7) e 'Versus' (2017 InFiné). Como DJ, Carl Craig promete um electrizante set de techno/house no club de Santa Apolónia, digno de um esteta visionário.
“Música com atitude. Carl Craig dificilmente se livra duma aura um pouco mística, própria de um visionário, de alguém verdadeiramente especial.” 
Lux
LIVE FROM HOUSE OF YES (NEW YORK)
Carl Craig 

14.9.18

Filme - Estreia a 20 de Setembro no Midas Cinema Ideal
‘ZIMNA WOJNA - GUERRA FRIA’
de Pawel Pawlikowski 
com Joanna Kulig e Tomasz Kot
(2018 Opus Film)   


Nas ruínas da Polónia, após a II Guerra Mundial, o músico Wiktor e a cantora Zula vivem um amor impossível em tempos impossíveis. Sob a propaganda soviética, sonham em escapar para a liberdade criativa do Ocidente. Numa estadia em Paris tomam uma decisão que marcará as suas vidas.
‘Zimna Wojna - Guerra Fria’ é um drama do realizador polaco Pawel Pawlikowski, de 60 anos, autor de ‘Last Resort - A Última Oportunidade’ (2000), ‘My Summer of Love - Amor de Verão’ (2004) e ‘Ida’ (2013).
Festival de Cannes - Prix de la Mise en Scène 2018 (melhor realizador)
“The crystalline black-and-white cinematography exalts its moments of intimate grimness and its dreamlike showpieces of theatrical display. It is an elliptical, episodic story of imprisonment and escape, epic in scope.” 
The Guardian
“This is a movie in which the political is personal.” 
Sight & Sound
‘ZIMNA WOJNA’
Pawel Pawlikowski   

12.9.18

Filme - Reposição a 17 de Setembro no Medeia Espaço Nimas
‘L'ATALANTE - O ATALANTE’ 
de Jean Vigo 
com Dita Parlo e Jean Dasté
(1934 Gaumont) 


Juliette, jovem esposa do barqueiro Jean, está cansada da sua vida na embarcação. Resolve, então, partir, atraída pela vida resplandecente da cidade, deixando para trás o marido em desespero para depois voltar, cruelmente desapontada.
‘L'Atalante - O Atalante’ é uma comédia dramática do realizador francês Jean Vigo (1905-1934), autor de ‘Zéro de Conduite - Zero em Comportamento’ (1933) e precursor do movimento cinematográfico francês Réalisme Poétique.
Cahiers du Cinéma - 100 Films pour une Cinématèque Idéale 
“Doente, Jean Vigo não pôde controlar a montagem e o filme foi massacrado pela Gaumont. Só nos anos 1990 se chegou a uma versão (contestadíssima) de ‘L’Atalante’ de que se disse seguir as intenções do cineasta nesta obra incomparável.” 
Cinemateca Portuguesa
‘L'ATALANTE’
 Jean Vigo