16.8.18

Filme - Estreia a 30 de Agosto no Midas Cinema Ideal
‘MILLA’ 
de Valérie Massadian 
com Severine Jonckeere e Luc Chessel
(2017 Terratreme Filmes) 


Milla, 17 anos e Leo, não muitos mais, refugiam-se numa pequena cidade francesa em La Manche - Normandie para viver um amor e inventar uma vida, custe o que custar.
‘Milla’ é um drama da realizadora francesa Valérie Massadian, de 46 anos, autora de ‘Nana’ (2011).
Doclisboa - Grande Prémio 2017
Festival del Film Locarno - Cineasti del Presente Premio Speciale della Giuria 2017
Film Comment - Best Undistributed Films in the USA 2017 
“C’est un art du portrait qui irrigue le film, et que la réalisatrice, proche de la photographie, semble disposer de l’intérieur de ces plages de temps et de ce récit minimal.” 
Cahiers du Cinéma
“Encore un film silencieux, un magnifique témoignage sur l’apprentissage de la langue.“
Le Monde
‘MILLA’
Valérie Massadian 



14.8.18

Ciclo - 3.ª Parte
CINEMA FRANCÊS 
Os Grandes Mestres 1930-60  
Agosto no Medeia Espaço Nimas
(Leopardo Filmes)  


O ciclo ‘Cinema Francês - Os Grandes Mestres 1930-60’ é dedicado aos realizadores que alimentaram a geração do cinema de autor Nouvelle Vague, aqueles que abraçaram o cinema nas suas expressões mais conscientes, que mudaram as formas do cinema e por isso influenciaram todos os outros cineastas.
São 16 filmes, vários deles inéditos em sala em Portugal, obras-primas essenciais para a compreensão da história do cinema francês. Filmes que mudaram o cinema e que agora podem ser vistos em versões digitais restauradas, legendadas em português.
Bilhetes por 6 euros. 

SELECÇÃO  
Domingo, 26 e quinta, 30 de Agosto às 15h45, 17h45 e 21h45 
‘Pickpocket - O Carteirista’ (1959 França), de Robert Bresson, com Martin Lassalle e Marika Green. 
O percurso do jovem carteirista parisiense Michel, entre os conselhos de um polícia, a doença da sua mãe e a paixão por uma mulher.
OS GRANDES MESTRES 1930-60
Cinema Francês 



‘PICKPOCKET’
Robert Bresson 

12.8.18

Prémios de Cinema
LOCARNO FESTIVAL 2018 
71.º Festival del Film Locarno 
‘A Land Imagined’, de Siew Hua Yeo, vence Pardo d’Oro.


O júri do Festival del Film Locarno, presidido pelo realizador chinês Jia Zhang-ke, declara como vencedor da competição oficial o filme ‘A Land Imagined’, do realizador singapurano Yeo Siew Hua, atribuindo-lhe o Pardo d’Oro para o melhor filme. O drama conta a invertigação do desaparecimento de um trabalhador da construção civil solitário da China num local de recuperação de terras em Singapura.
O Festival del Film Locarno, realizado em Ticino, no sul da Suíça, ocupa uma oposição única na descoberta do cinema de autor e de novos talentos. Na edição deste ano, a competição Concorso Internazionale, admitiu a concurso 15 longas-metragens, de 14 países.

PALMARÉS    
Pardo d’Oro (melhor filme em competição)    
‘A Land Imagined’ (2018 Singapura), de Siew Hua Yeo, com Luna Kwok e Xiaoyi Liu. 
Premio Speciale della Giuria (filme mais original em competição)   
‘M’ (2018 França), de Yolande Zauberman.
‘A LAND IMAGINED’
Siew Hua Yeo 
71.º Festival del Film Locarno - Pardo d’Oro 2018

8.8.18

Cinema - Ciclo ao Ar Livre
CINEMA NAS RUÍNAS
O melhor cinema independente ao ar livre 
De 20 de Agosto a 01 de Setembro no Museu Arqueológico do Carmo
(2018 Filmin Portugal) 


Alguns dos filmes mais importantes do cinema mundial iluminam as noites lisboetas de fim de Agosto. A Filmin sai do mundo virtual para propor a segunda edição do ciclo de cinema ao ar livre ‘Cinema nas Ruínas’, entre as colunas do Convento do Carmo, transformadas na mais sugestiva sala de cinema de Lisboa. O ciclo apresenta uma selecção do melhor cinema de autor, filmes que competiram nos festivais internacionais e clássicos.
A Filmin é uma plataforma para ver o melhor cinema online, com novidades, clássicos, cinema independente e de autor.
Lotação limitada. Bilhetes à venda na Fnac e BOL por 8 euros. 

Selecção 
Terça, 21 
21h30 - ‘Aquarius’ (2016 Brasil), de Kleber Mendonça Filho, com Sonia Braga e Maeve Jinkings. 
Clara, uma viúva e crítica de música reformada, é a última residente de edifício no Recife, adquirido por uma construtora. 
Quarta, 29 
21h30 - ‘Sen to Chihiro no Kamikakushi - A Viagem de Chihiro’ (2001 Japão), de Hayao Miyazaki, com Rumi Hiragi e Miyu Irino (vozes). 
Um túnel misterioso e uma cidade fantasma conduzem a jovem Chihiro e a sua família à terra dos espíritos governada pela ganânciosa Yu-Baba.
O MELHOR CINEMA INDEPENDENTE AO AR LIVRE
Cinema nas Ruínas


4.8.18

Filme - Estreia a 23 de Agosto no Medeia Monumental
‘FOXTROT’
de Samuel Maoz 
com Lior Ashkenazi e Sarah Adler
(2017 Bord Cadre Films)


O casal israelita Michael e Daphna, a viver em Telavive, enfrenta o sofrimento pela morte do filho no serviço militar. Jonathan, um soldado, estava encarregado de um posto de controlo.
‘Foxtrot’ é um drama de guerra do realizador isrealita Samuel Maoz, de 56 anos, autor de ‘Lebanon - Líbano’ (2009).
Venezia 74 - Gran Premio della Giuria 2017
“A nightmarish triptych of loss, waste and grief that is nonetheless arranged with such visionary boldness that it dares us to look away.” 
The Guardian
“The writer and director Samuel Maoz has an exacting eye. The framing is meticulous; soon it’s also very purposefully working your nerves.“ 
The New York Times
“’Foxtrot’ laisse l’impression d’un film qui, à vouloir paraître stylé, démontre surtout qu’il est maniéré.” 
Cahiers du Cinéma
“Cette virtuosité est souvent irritante, elle est peut-être nécessaire pour tenir en respect la force de la tragédie.” 
Le Monde
‘FOXTROT’
Samuel Maoz 

30.7.18

Livro - Romance
‘O QUARTO DE MARTE’ 
Rachel Kushner 
(2018 Relógio d’Água) 


Em 2003, Romy Hall enfrenta duas penas de prisão perpétua consecutivas na penitenciária feminina de Stanville, na Califórnia. Lá fora está o mundo do qual foi privada, a cidade de São Francisco e o filho Jackson. Dentro, a nova realidade de milhares de mulheres que lutam por bens essenciais à sobrevivência, os jogos, ostentações e actos casuais de violência perpetrados por guardas e reclusas.
‘O Quarto de Marte’ é um romance, de 344 páginas, da jornalista literária e escritora norte-americana Rachel Kushner, de 50 anos, autora de ‘Os Lança-Chamas’ (2014 Relógio d’Água) e ‘O Telex de Cuba’ (2015 Relógio d’Água).
Booker Prize - Longlist 2018 
“Rachel Kushner is on the lookout for bent moments of comic grace. 'The Mars Room' is a major novel, a sustained performance, one that broods on several exigent ideas.” 
The New York Times
“'The Mars Room' is an immersive reading experience, in a tradition of fiction drawing on American social history.” 
The Guardian
‘THE MARS ROOM’
Rachel Kushner 

28.7.18

Música - Álbum
‘FAMILY PORTRAIT’ 
Ross From Friends 
(2018 Brainfeeder) 


O produtor house inglês Ross From Friends, também conhecido como Felix Clary Weatherall, editou uma série de EPs desde 2015, explorando o deep house/lo-fi/tech house.
Ross From Friends lança agora ‘Family Portrait’, um primeiro álbum que reúne 12 temas cheios de detalhes e uma produção em camadas com sons quentes e saturados, inspirados no soundsystem com que o pai percorreu a Europa nos anos 1990. O deep house/funk melodioso e lo-fi, a própria voz e uma produção intrincada, aliados a um estilo variado mas com uma visão unificada, revelam um álbum envolvente e empolgante.
“Ross From Friends music is closer to an upgrade of the wigglier luxurious than to anything genuinely raw and lo-fi.” 
The Wire
“The music is densely textured and meticulously arranged, but it's still as much about feelings as it is technical chops. Felix Clary Weatherall conveys emotion more convincingly than ever before.” 
Resident Advisor
‘PALE BLUE DOT'
Ross From Friends

26.7.18

Filme - Estreia a 02 de Agosto no Medeia Monumental
‘A CIAMBRA’ 
de Jonas Carpignano 
com Pio Amato e Koudous Seihon
(2017 Stayblack) 


Numa pequena comunidade de ciganos em Calabria, o jovem Pio é um dos poucos a deslizar facilmente entre as facções dos habitantes locais italianos, dos refugiados africanos e dos ciganos. Pio segue o seu irmão Cosimo até que este desaparece e tudo começa a correr mal.
‘A Ciambra’ é um drama do realizador norte-americano de ascêndencia italiana Jonas Carpignano, de 34 anos, autor de ‘Mediterranea’ (2015).
“Jonas Carpignano has a shrewd sense not only of the character’s psychology, but also of the audience’s expectations, and our tendency to confuse realism with magical thinking.” 
The New York Times
“What a rush of storytelling energy and style.” 
The Guardian
“Cinéma de pure incarnation, avançant cœur battant.” 
Cahiers du Cinéma
‘A CIAMBRA’
Jonas Carpignano

22.7.18

Cinema - Ciclo
UM ANO DE CINEMA(S) 
Os melhores filmes estreados no último ano 
Agosto no Medeia Monumental
(Medeia Filmes) 


Mais de 50 obras cinematográficas estão em destaque no ciclo 'Um Ano de Cinema(s)', um conjunto de filmes que marcaram o mundo do cinema nos últimos meses. Durante quatro semanas, são repostos os melhores filmes estreados no último ano, para ver ou rever, um por dia, nos dias de Verão.
A Medeia Filmes exibe há mais de duas décadas os melhores filmes, fazendo deles sucessos de estima, de crítica e de público. Desde o início, a exibidora de Paulo Branco privilegia a divulgação do cinema europeu, português e das cinematografias menos divulgadas.
Bilhetes por 5 euros.  

SELECÇÃO  
Sábado, 04 
14h15 e 19h15 - ‘The Shape of Water - A Forma da Água’ (2017 México), de Guillermo del Toro, com Sally Hawkins e Octavia Spencer. 
16h45 e 21h45 - ‘Paterson’ (2016 Estados Unidos), de Jim Jarmusch, com Adam Driver e Golshifteh Farahani. 
Segunda, 06 
18h30 - ‘A Fábrica de Nada’ (2017 Portugal), de Pedro Pinho, com José Smith Vargas e Carla Galvão.
16h30 e 21h45 - ‘Un Beau Soleil Intérieur - O Meu Belo Sol Interior’ (2017 França), de Claire Denis, com Juliette Binoche e Xavier Beauvois. 
Terça, 07 
14h15 e 19h15 - ‘Hymyileva Mies - O Dia Mais Feliz na Vida de Olli Maki’ (2016 Finlândia), de Juho Kuosmanen, com Oona Airola e Jarkko Lahti.
Sábado, 11 
14h15 e 19h15 - ‘Toivon Tuolla Puolen - O Outro Lado da Esperança’ (2017 Finlândia), de Aki Kaurismaki, com Ville Virtanen e Dome Karukoski.
Domingo, 12 
16h45 e 21h45 - ‘Lady Bird’ (2017 Estados Unidos), de Greta Gerwig, com Saoirse Ronan e Laurie Metcalfe.
Segunda, 13 
16h45 e 21h45 - ‘L’Amant d’Un Jour - O Amante de Um Dia’ (2017 França), de Philippe Garrel, com Éric Caravaca e Esther Garrel.
Quarta, 15 
14h15 e 19h15 - ‘Zama’ (2017 Argentina), de Lucrecia Martel, com Daniel Giménez Cacho e Lola Dueñas. 
Quinta, 16 
14h15 e 19h15 - ‘Les Fantômes d’Ismael - Os Fantasmas de Ismael’ (2017 França), de Arnaud Desplechin, com Mathieu Amalric e Marion Cotillard. 
16h45 e 21h45 - ‘Visages Villages - Olhares Lugares’ (2017 França), de Agnès Varda e JR, com Jean-Paul Beaujon e Amaury Bossy.
Sexta, 17 
16h45 e 21h45 - ‘Three Billboards Outside Ebbing, Missouri - Três Cartazes à Beira da Estrada’ (2017 Inglaterra), de Martin McDonagh, com Frances McDormand e Woody Harrelson. 
Domingo, 19 
14h15 e 19h15 - ‘Isle of Dogs - Ilha dos Cães’ (2018 Estados Unidos), de Wes Andersen, com Bryan Cranston e Koyu Rankin. 
Terça, 21 
14h15 e 19h15 - ‘Quand on a 17 Ans - Quando Se Tem 17 Anos’ (2016 França), de André Téchiné, com Sandrine Kiberlain e Kacey Mottet Klein. 
16h45 e 21h45 - ‘Madame Hyde’ (2017 França), de Serge Bozon, com Isabelle Huppert e Romain Duris. 
Sexta, 24 
16h30 e 21h45 - ‘Detroit’ (2017 Estados Unidos), de Kathryn Bigelow, com John Boyega e Anthony Mackie. 
Sábado, 25 
16h45 e 21h45 - ‘Call Me by Your Name - Chama-me pelo Teu Nome’ (2017 Itália), de Luca Guadagnino, com Armie Hammer e Timothée Chalet. 
Segunda, 27 
14h15 e 19h15 - 'Testrol es Lelekrol - Corpo e Alma' (2017 Hungria), de Ildiko Enyedi  com Geza Morcsanyi e Alexandra Borbely. 
16h30 e 21h45 - '120 Battements par Minute - 120 Batimentos por Minuto’ (2017 França), de Robin Campillo, com Nahuel Pérez Biscayart e Arnaud Valois. 
Terça, 28 
16h45 e 21h45 - ‘Colo’ (2018 Portugal), de Teresa Villaverde, com João Pedro Vaz e Alice Albergaria Borges.
OS MELHORES FILMES ESTREADOS NO ÚLTIMO ANO
Um Ano de Cinema(s)


20.7.18

BD - Prémios
EISNER AWARDS 2018 
Will Eisner Comic Industry Awards  
‘My Favorite Thing Is Monsters’, de Emil Ferris, eleito Graphic Album - New


A novela gráfica ‘My Favorite Thing Is Monsters’, de Emil Ferris (2017 Fantagraphics), acaba de ser distinguida com o Eisner Award - Best Graphic Album - New 2018, prémio para melhor livro de banda desenhada inédito publicado nos Estados Unidos. A obra de estreia da autora norte-americana retrata uma jovem que gosta de histórias de terror a investigar a morte de um seu vizinho em Chicago, em 1960. A arte emotiva revela o talento de retratista para esboçar o grotesco.
Os Eisner Awards, o mais importante prémio para a realização criativa da banda desenhada norte-americana (comics e graphic novels), são promovidos anualmente durante a convenção San Diego Comic-Con International, na Califórnia. Na sua 30.ª edição, os prémios distribuem-se por três dezenas de categorias cujos candidatos foram nomeados por um painel de cinco membros e votados por profissionais da banda desenhada.

EISNER AWARDS 2018   
Best Graphic Album - New (melhor álbum inédito)    
‘My Favorite Thing Is Monsters’, de Emil Ferris (2017 Fantagraphics) 
Best Single Issue or One-Shot (melhor edição única ou especial)    
‘Hellboy - Krampusnacht’ de Mike Mignola e Adam Hughes (2017 Dark Horse) 
Best Limited Series (melhor série limitada)    
‘Black Panther - World of Wakanda’ de Roxane Gay, Ta-Nehisi Coates e Alitha E. Martinez (2017 Marvel)
‘MY FAVORITE THING IS MONSTERS’
Emil Ferris
(2017 Fantagraphics) 

16.7.18

DJ Sets
BRUNCH ELECTRONIK LISBOA  
In the park  
Todos os domingos, de 29 de Julho a 16 de Setembro, na Tapada da Ajuda
(Brunch -In)  


A par de Barcelona, Madrid e Paris, o Brunch Electronik regressa a Lisboa para transformar as tardes de domingo. Com um line-up repleto de música electrónica, são oito sessões ao ar livre programadas para dançar e petiscar nos food trucks, sempre ao som de DJ sets house/techno.
Os eventos de Verão do Brunch Electronik Lisboa, na Lagoa Branca do parque botânico Tapada da Ajuda, combinam música, gastronomia, mercado e actividades. Uma série de refrescantes tardes de domingo que se transformam numa mistura entre cultura urbana e lazer.
Bilhetes à venda na Fnac e Ticketline por 11 euros (sessão).  

SELECÇÃO  
Domingo, 16 de Setembro 
Brunch Electronik Lisboa #08 (Closing Season Party) 
20h00 às 22h00 - Seth Troxler b2b Tiga 
DJ e produtor house/techno norte-americano autor de ‘DJ-Kicks’ (2015 !K7) back-to-back DJ e produtor electro/techno e synth-pop/house canadiano autor de ‘Sexor’ (2006 Different) e ‘Ciao!’ (2009 Last Gang).
SÓNAR BARCELONA 2017
Seth Troxler b2b Tiga 

12.7.18

Festival - Música Global
FMM SINES 
Festival Músicas do Mundo
De 23 a 28 de Julho em Sines
(CM Sines)  


A maior celebração das músicas do mundo realizada em Portugal tem como única playlist o atlas universal. O Festival Músicas do Mundo, com direcção de Carlos Seixas, tem a convicção de que a música global é cheia de cores e matizes. Além do programa, os espaços do castelo, porto de pesca, praia e tasquinhas definem o FMM Sines.
Esta 20.ª edição conta com 59 concertos de quatro dezenas de países (de entrada paga e entrada livre repartidos entre Porto Covo e Sines) com alguma da melhor 'world music' que se está a produzir neste momento.
EFFE - Europe’s Remarkable Festivals 2017-2018 
Songlines Magazine - 25 Best International Festivals 2010-2015 
Bilhetes à venda na Fnac e BOL por 20 euros. CD-Duplo ‘FMM Sines 2018’ à venda na área de merchandising do festival por 3 euros.  

SELECÇÃO  
Sábado, 28 de Julho  
21h45 Castelo - Yasmine Hamdan (Líbano). Cantora indie pop/folk/electronica. 
23h00 Castelo - Oliver Mtukudzi & The Black Spirits (Zimbabué). Músico acoustic guitar/Southern African music traditions. 
00h15 Castelo - Bulimundo (Cabo Verde). Banda funaná. 
01h30 Castelo - BaianaSystem (Brasil). Soudsystem samba/Bahia bass/reggae.
MÚSICA COM ESPÍRITO DE AVENTURA
FMM Sines

10.7.18

Música - Álbum
‘NOTHING IS STILL’ 
Leon Vynehall 
(2018 Ninja Tunes) 


Músico, produtor, DJ e curador deep house/downtempo, o inglês Leon Vynehall já editou os EPs essenciais ‘Music For The Uninvited’ (2014 3024 Records) e ‘Rojus’ (2016 Running Back).
Leon Vynehall regressa agora com ‘Nothing is Still’, uma banda sonora imaginada da jornada da emigração dos seus avós de Londres para Nova Iorque, nos anos 1960. O novo ábum revela uma sonoridade deep house/downtempo/ambient com texturas desafiadoras e influência de compositores minimalistas contemporâneos, para o que recorre a uma secção de cordas, piano, saxofone e flauta em detrimento das batidas. Uma peça artística, com narrativa e emoção que se afasta da dance music.
“Leon Vynehall's sense of musicality and use of instrumentation had begun to stand out in recent years, but on ‘Nothing Is Still’ he takes a huge step forwards.” 
Resident Advisor
“As an artistic endeavor, it is a laudable milestone for Leon Vynehall. But as an album that warrants repeated listens, over many years?” 
XLR8R
‘MOVEMENTS (CHAPTER III)’
Leon Vynehall 

8.7.18

Filme - Estreia a 19 de Julho no Medeia Monumental
‘DESDE ALLÁ - À DISTÂNCIA’ 
de Lorenzo Vigas 
com Alfredo Castro e Luis Silva
(2015 Factor RH Producciones) 


Armando, um homem abastado de meia idade de Caracas atrai rapazes jovens para sua casa com dinheiro. O primeiro encontro de Armando com o delinquente Elder é violento, mas propicia uma inesperada intimidade. O passado de Armando leva Elder a cometer um derradeiro acto de afecto.
‘Desde Allá - À Distância’ é um drama, estreia nas longas-metragens, do realizador venezuelano Lorenzo Vigas, de 51 anos.
Venezia 72 - Leone d'Oro 2015 
“In withholding biographical information about the characters, the movie supplies just enough material to prompt you to fill in the blanks.” 
The New York Times
“A terrifically stylish work.” 
 The Guardian
“Lorenzo Vigas fait, comme les copains, le même cinéma sinistre et formaté, en bon petit soldat de l’Internationale festivalière.” 
Cahiers du Cinéma
‘DESDE ALLÁ’
Lorenzo Vigas 

6.7.18

Novela Gráfica
‘THE FADE OUT - CREPÚSCULO EM HOLLYWOOD’ 
Ed Brubaker e Sean Phillips 
(2018 G Floy) 


Em plena Era Dourada de Hollywood, um filme noir está preso em infinitas refilmagens de cenas, um argumentista traumatizado pela II Guerra Mundial não consegue escrever e uma estrela de cinema foi morta de forma suspeita. Perante isto, um magnata e o seu segurança tudo fazem para as câmaras continuarem a rodar.
A novela gráfica ‘The Fade Out - Crepúsculo em Hollywood’ é a edição integral da série da Image Comics, com argumento do norte-americano Ed Brubaker e arte do inglês Sean Phillips. Uma obra de banda desenhada em grande formato, de 400 páginas com capa dura, que revela um retrato sombrio e sujo com uma precisão e composição impressionantes. Um clássico instantâneo.
Eisner Awards - Best Limited Series 2016 
“The fully-formed and multifaceted characters reach a new level of detail and subtlety. With his sense of shadow and style, Sean Phillips brings a moody realism to tarnished Hollywood. A beautiful book that offers a fascinating concept.” 
ComicsAlliance
Quarta, 18 de Julho em bancas seleccionadas e livrarias por 35 euros.
DELUXE EDITION
‘The Fade Out’