20.8.17

Cinema - Ciclo
O CINEMA E A CIDADE 
Cinema na Esplanada 
Em Setembro na Cinemateca Portuguesa


A Cinemateca organiza um conjunto de iniciativas de reflexão sobre o binómio cinema‐cidade que engloba um ciclo de cinema que se prolongará de Setembro a Novembro. Envolvendo perto de 100 filmes, o ciclo O Cinema e a Cidade parte de uma pluralidade de géneros, períodos, escolas e cinematografias que traduzem a diversidade das cidades retratadas. As ruas são o grande palco do programa que, atravessando mais de um século de cinema, assume as cidades como protagonistas.
A temporada Cinema na Esplanada tem projeções ao ar livre em 35 mm no terraço do piso superior do edifício. Serviço de cafetaria/bar do Restaurante-Bar 39 Degraus.
Bilhetes à venda na Cinemateca no dia das sessões, a partir das 18h00, por 3,20 euros.

SELECÇÃO 
Sábado, 02 de Setembro às 22h30 na Esplanada 
‘Playtime - Vida Moderna’ (1967 França), de Jacques Tati com Jacques Tati e Barbara Denner 
O Sr. Hulot provoca o caos numa zona residencial e na inauguração de um restaurante. 
Sábado, 16 de Setembro às 22h30 na Esplanada 
‘Taxi Driver’ (1976 Estados Unidos), de Martin Scorsese, com Robert De Niro e Jodie Foster. 
Travis Bickle, um veterano da guerra do Vietname, conduz um táxi em Nova Iorque e decide partir numa cruzada violenta. 
Sábado, 23 de Setembro às 22h30 na Esplanada 
‘Manhattan’ (1979 Estados Unidos), de Woody Allen, com Woody Allen e Diane Keaton. 
O escritor Isaac Davies busca o romance e a satisfação pessoal numa cidade onde os relacionamentos são uma porta giratória. 
Sexta, 29 de Setembro às 22h30 na Esplanada 
‘Os Verdes Anos’ (1963 Portugal), de Paulo Rocha, com Rui Gomes e Isabel Ruth. 
O jovem provinciano Júlio chega a Lisboa para tentar ser sapateiro e conhece Ilda, uma jovem e alegre empregada doméstica.
CINEMA NA ESPLANADA
O Cinema e a Cidade


18.8.17

Festival - Música Electrónica
LISB-ON  
Lisboa está on!  
De 01 a 03 de Setembro no Parque Eduardo VII
(Jardim Sonoro)  


Promovida pela Jardim Sonoro de Miguel Ângelo Fernandes, Lisb-ON é a nova festa de Lisboa, um novo groove para ver, ouvir e sentir. Um festival de três dias privilegiado pela luz de Lisboa, um jardim sonoro e quase secreto no parque mais emblemático da cidade. O Lisb-ON recebe mais de duas dezenas de projectos e DJs nacionais e internacionais de referência e de largo espectro musical na electrónica, do house ao techno e do nu-jazz ao nu-disco.
Nesta quarta edição a programação do primeiro dia é entregue à Red Bull Music Academy e estreia-se um palco secundário para alargar a oferta de artistas convidados.
Bilhetes à venda na Ticketline e Fnac por 25 euros (bilhete diário) e 45 euros (passe fim-de-semana).

SELECÇÃO 
Sábado, 02 
Tony Allen 
Compositor e baterista afro-beat nigeriano, autor dos álbums ‘No Descrimination’ (1979 Shanu Olu Records) e ‘Film of Life’ (2014 Jazz Village). 
Novo Major 
DJ rhythm/roots português José Moura, co-fundador da loja de discos Flur e da editora Príncipe e autor do podcast mensal ‘Na Selva’ (2017 Rádio Quântica / Mixcloud). 
Domingo, 03 
DJ Koze 
DJ e produtor house/techno alemão Stefan Kozalla, fundador da editora Pampa Records e autor do álbum ‘Amygdala’ (2013 Pampa) e do mix-álbum ‘DJ-Kicks’ (2015 !K7). 
Motor City Drum Ensemble 
DJ e produtor house/disco/funk alemão Danilo Plessow, autor dos mix-álbuns ‘DJ-Kicks’ (2011 !K7) e ‘Selectors’ (2016 Dekmantel).
LISBOA ESTÁ ON!
Lisb-ON



16.8.17

Cinema - Ciclo ao Ar Livre
CINEMA NAS RUÍNAS 
Filmin Live 
De 21 a 27 de Agosto no Museu Arqueológico do Carmo
(Filmin Portugal) 


Filmes realizados por nomes incontornáveis da história do cinema vão iluminar as noites lisboetas de fim de Agosto. A Filmin sai do mundo virtual para propor um ciclo de cinema ao ar livre entre as ruínas do Convento do Carmo, transformadas na mais sugestiva sala de cinema de Lisboa. Por entre as colunas, vai-se poder assistir a alguns dos filmes mais importantes do cinema mundial. O ciclo apresentará filmes de sucesso nos maiores festivais internacionais assim como grandes clássicos do cinema mundial.
A Filmin é uma plataforma para ver o melhor cinema online, com novidades, clássicos, cinema independente e de autor.
Bilhetes por 6 euros. Reservas pelo e-mail ola@filmin.pt 

SELECÇÃO 
Sexta, 25 de Agosto às 21h30
‘Mulholland Drive’ (2001 Estados Unidos), de David Lynch, com Naomi Watts e Laura Earring. 
Rita sofre um acidente e perde a memória em Mulholland Drive. É ajudada por Betty, uma aspirante a estrela em Hollywood. 
Sight & Sound - The 50 Greatest Films of All Time   
Cahiers du Cinéma - 100 Films pour une Cinémathèque Idéale 
BBC - The 21st Century's 100 Greatest Film 
“By surrendering any semblance of rationality to create a post-Freudian, pulp-fiction fever dream of a movie, David Lynch ends up shooting the moon with ‘Mulholland Drive’.”
The New York Times 
“David Lynch's delirious masterpiece still stands tall.” 
The Guardian
‘MULHOLLAND DRIVE’
David Lynch 

12.8.17

Prémios de Cinema
LOCARNO FESTIVAL 2017 
70.º Festival del Film Locarno 
‘Fang Xiu Ying - Mrs. Fang’, de Wang Bing, vence Pardo d’Oro.


O júri do Festival del Film Locarno, presidido pelo realizador françês Olivier Assayas, declara como vencedor da competição oficial o filme ‘Fang Xiu Ying - Mrs. Fang’, do realizador chinês Wang Bing atribuindo-lhe o Pardo d’Oro para o melhor filme. O documentário conta a história de uma mãe idosa atingida pela doença de Alzheimer que se reúne com a família e amigos para as últimas despedidas.
O Festival del Film Locarno, realizado em Ticino, no sul da Suíça, ocupa uma oposição única na descoberta do cinema de autor e de novos talentos, contando anualmente com a presença de profissionais da arte e indústria cinematográfica e jornalistas. Na edição deste ano, a competição Concorso Internazionale, admitiu a concurso 18 longas-metragens, de 11 países.

PALMARÉS   
Pardo d’Oro (melhor filme em competição)   
‘Fang Xiu Ying - Mrs. Fang’ (2017 China), de Wang Bing, com Fang Xiu Ying. 
Premio Speciale della Giuria (filme mais original em competição)   
’As Boas Maneiras’ (2017 Brasil), de Juliana Rojas e Marco Dutra, com Isabél Zuaa e Marjorie Estiano.
‘FANG XIU YING - MRS. FANG’
Wang Bing 
Locarno Festival 70 - Pardo d’Oro 2017

10.8.17

Cinema - Ciclo
UM VERÃO COM INGMAR BERGMAN
23 Filmes regressam ao Espaço Nimas 
De 17 de Agosto a 13 de Setembro
(Medeia Filmes)


Em Agosto e Setembro, regressam ao grande ecrã 23 obras de um dos maiores mestres da sétima arte, numa nova oportunidade para ver ou rever desde as primeiras obras até aos filmes mais aclamados de Ingmar Bergman, alguns delas em cópias restauradas.
O realizador sueco Ingmar Bergman (1918 - 2007) notabilizou-se como um dos mais relevantes e influentes cineastas mundiais com filmes que cimentaram o seu estatuto como um mestre do cinema mundial. O seu cinema de arte lida com questões existenciais como a mortalidade, a solidão e a fé e as suas influências provêm do teatro.
Bilhetes à venda no Espaço Nimas por 5 euros. 

SELECÇÃO  
Domingo, 20 de Agosto e quarta, 13 de Setembro às 17h30 e 21h00 
'Fanny och Alexander - Fanny e Alexandre' (1982), de Ingmar Bergman, com Bertil Guve e Pernilla Allwin.  
História de uma família da aristocracia sueca, no início do século XX. Depois de um Natal passado alegremente em casa, o pai morre de forma trágica e a família passa a uma vida miserável.  
Sexta, 25 de Agosto e segunda, 11 de Setembro às 15h30, 17h30 e 21h30 
'Persona - A Máscara' (1966), de Ingmar Bergman, com Bibi Andersson e Liv Ullmann.  
A enfermeira Alma deve cuidar de Elisabeth Vogler, uma actriz de boa saúde que se recusa a falar. Alma fala com Elisabeth sobre os seus segredos até que sua personalidade fica imersa na pessoa da actriz. 
Domingo, 27 de Agosto e quarta, 27 de Setembro às 15h30, 17h30 e 21h30 
'Smultronstallet - Morangos Silvestres' (1957), de Ingmar Bergman, com Victor Sjostrom e Bibi Andersson.  
O velho professor Borg trabalhou arduamente e vai agora ser distinguido com um prémio pela Universidade de Lund. No dia da cerimónia começa a reflectir sobre a sua vida. 
23 FILMES REGRESSAM AO ESPAÇO NIMAS
Um Verão com Ingmar Bergman

8.8.17

Música - Álbum
‘THEORY OF COLOURS’ 
Dauwd 
(2017 Technicolour) 


O músico, DJ e produtor Dauwd Al Hilali, de origem iraquiana, nascido nos Estados Unidos, crescido no País de Gales e radicado em Berlim, tem vindo a editar singles e EP’s desde 2011 explorando o techno/house, ao mesmo tempo que integra a equipa do evento mensal e podcast ‘African Acid is the Future’.
Dauwd estreia-se agora nos álbuns com ‘Theory of Colours’, um conjunto de sete temas onde desenvolve uma sonoridade techno abstract/deep house, inspirada no house de Detroit e no krautrock alemão. Um exercicío de liberdade criativa entre géneros com recurso a sintetizadores vintage. Um álbum intricado e cintilante, de texturas subtis e refinadas e ritmos arejados. Música de dança com o poder da moderação.
“An idiosyncratic take on electronic music that’s imbued with deep emotional content, yet danceable.” 
Mixmag
“'Theory of Colours' works equally well as a collection of chill-out jams or club tracks for DJs.” 
Resident Advisor
‘LEITMOTIV’
Dauwd 

6.8.17

Filme - Estreia a 17 de Agosto no Medeia Monumental
‘WIND RIVER’ 
de Taylor Sheridan 
com Kelsey Asbille e Jeremy Renner
(2017 Acacia Filmed Entertainment) 


Uma nova agente do FBI, Jane Banner, junta forças com um caçador local atormentado pelo passado para investigar um homicídio ocorrido numa remota Reserva de Nativos Americanos. Com o decorrer da investigação, Jane espera conseguir vingar a morte da vítima, uma jovem rapariga.
‘Wind River’ é um drama de acção do argumentista e realizador norte-americano Taylor Sheridan, de 47 anos, autor de ‘Ville’ (2011).
Festival de Cannes - Un Certain Regard Prix de la Mise en Scene 2017 
“Taylor Sheridan proves an undeniably strong director with his second effort in that job, 'Wind River'. His direction is assured throughout.” 
The New York Times
‘WIND RIVER’
Taylor Sheridan 

4.8.17

Filme - Reposição a 17 de Agosto no Medeia Monumental
‘TA'AM E GUILASS - O SABOR DA CEREJA’ 
de Abbas Kiarostami
com Homayoun Ershadi e Abdolrahman Bagheri
(1997 Abbas Kiarostami Productions)


Badii, um homem de meia-idade, percorre os arredores quase desertos de Teerão. Decidiu suicidar-se e ao volante do seu carro procura alguém que o enterre, caso seja bem-sucedido. Em 1997, o filme ‘Ta'am e Guilass - O Sabor da Cereja’ conquistou a Palm d’Or, distinção para melhor filme em competição no Festival de Cannes, e abriu o Ocidente ao cinema iraniano, apesar das críticas a este complexo filme divergirem.
Um drama do realizador iraniano Abbas Kiarostami (1940 - 2016), autor de ‘Khane-ye Doust Kodjast? - Onde Fica a Casa do Meu Amigo?’ (1987), ‘Nema-ye Nazdik - Close-Up’ (1990), ‘Zire Darakhatan Zeyton - Através das Oliveiras’ (1994), ‘Bad Ma Ra Khahad Bord - O Vento Levar-nos-à’ (1999) e ‘Dah - Dez’ (2002).
20.º Aniversário - Cópia Restaurada 
“O mais enigmático e mais bem conseguido filme de Abbas Kiarostami é ainda hoje uma mescla incomum de humor, meditação e mistério, que sobrevive à distância cultural.” 
Medeia Filmes
‘TA'AM E GUILASS’
Abbas Kiarostami