20.10.17

Novela Gráfica
‘DO INFERNO’ 
Alan Moore e Eddie Campbell 
(2017 Edições Devir) 


Os assassinatos de Whitechapel, das ruas miseráveis do East End às Houses of Parliament, das iguarias da igreja aos antros do oculto. Toda a Londres sente fascínio, repulsa e pânico por Jack the Ripper. A cidade fica à beira do século XX, e é necessário apenas o menor impulso para mergulhar numa era moderna do terror.
 ‘Do Inferno’ é uma novela gráfica de crime noir e ficção histórica dos autores britânicos Alan Moore (texto) e Eddie Campbell (arte), uma obra de 576 páginas a preto e branco. Compilação da série publicada originalmente sob o título ‘From Hell’ (2004 Top Shelf Productions).
Eisner Awards - Best Writer 1995 
Festival d’Angoulême - Grand Prix de la Critique 2001 
“At once a meditation on evil, a police procedural and a commentary on Victorian England. An impressive piece of work.” 
The Los Angeles Times
‘DO INFERNO’
Alan Moore e Eddie Campbell 

18.10.17

Prémio Literário
BOOKER PRIZE 2017 
Fiction at its finest 
‘Lincoln in the Bardo’, de George Saunders, vence prémio literário
(The Booker Prize Foundation) 


O romance ‘Lincoln in the Bardo’ (2017 Bloomsbury), do escritor norte-americano George Saunders, acaba de ganhar o Booker Prize, o mais importante prémio literário britânico. O autor receberá 50 mil libras e o habitual incremento de vendas do livro em todo o mundo. Editado em Portugal sob o título ‘Lincoln no Bardo’ (2017 Relógio d’Água), a obra conta a história de Abraham Lincoln que, em 1862, passa uma noite num cemitério de Georgetown a comunicar com um coro de vozes depois da morte do seu jovem filho Willie, preso no limbo.
Romance de estreia do contista George Saunders, de 58 anos, autor de ‘Dez de Dezembro’ (2016 Ítaca) e ‘Pastoralia’ (2017 Antígona).
“The form and style of this utterly original novel, reveals a witty, intelligent, and deeply moving narrative.” 
Booker Prize Jury
“A masterpiece. A luminous feat of generosity and humanism. No one writes more powerfully than George Saunders about the lost, the unlucky, the disenfranchised.” 
 The New York Times
“Filled with wit and sadness. It is an immensely powerful work. Huge excitement greeted this debut novel from the US short-story master.” 
The Guardian
‘LINCOLN NO BARDO’
George Saunders
Relógio d’Água


16.10.17

Música - Álbum
‘IT'S ALRIGHT BETWEEN US AS IT IS’ 
Lindstrom 
(2017 Smalltown Supersound) 


O multi-instrumentista, DJ e produtor norueguês Hans Peter Lindstrom dirige desde 2003 a sua própria editora, a Feedelity Records. Em 2005, formou com o também norueguês Thomas Hermansen a dupla italo disco/funk Lindstrom & Prins Thomas. A solo, Lindstrom lançou os álbuns 'It’s a Feedelity Affair' (2006 Feedelity), ‘Where You Go I Go Too’ (2008 Feedelity), ‘Real Life Is No Cool’ (2010 Feedelity) e ‘Smalhans’ (2012 Feedelity) que o confirmam como líder do movimento nu-disco/space disco.
Lindstrom regressa agora com o novo álbum ‘It's Alright Between Us As It Is’, onde ao longo de nove temas refina sintetizadores e melodias. Viagens cósmicas, disco-sound nórdico, electro/pop progressivo e batidas house num fluxo contínuo quase perfeito.
“This new album works hard to add several new jams to his inimitable canon.” 
Mixmag
‘SHININ’
Lindstrom 

14.10.17

Banda Desenhada - Festival
AMADORA BD   
28.º Festival Internacional de Banda Desenhada   
De 27 de Outubro a 12 de Novembro no Fórum Luís de Camões
(CM Amadora)   


A edição de 2017 do festival de banda desenhada Amadora BD apresenta como tema central a ‘Reportagem', com a exposição de obras de Constantin Guys, entre outros, comissariada por Sara Figueiredo Costa. O autor em destaque é Nuno Saraiva.
O programa do festival dirigido por Nelson Dona contempla exposições, presença de autores nacionais e estrangeiros (sessões de autógrafos, debates e colóquios, novidades editoriais e workshops), espaço comercial (feira do livro de banda desenhada) e animação infantil. No âmbito do Amadora BD, serão atribuídos os Prémios Nacionais de Banda Desenhada que funcionam como elemento credibilizador do panorama português de banda desenhada.
Bilhete de entrada por 3 euros. 

SELECÇÃO 
Exposições
Contar o Mundo - A reportagem em banda desenhada
Jack Kirby - 100 Anos
Will Eisner - Centenário 
Lançamentos
‘Do Inferno’ de Alan Moore e Eddie Campbell (Edições Devir)  
‘NonNonBa’ de Shigeru Mizuki (Edições Devir / Tsuru) 
Autores Presentes
Ted Rall 
Joshua Neufeld 
Marcello Quintanilha 
Denis Kitchen 
John Layman
REPORTAGEM
Amadora BD


12.10.17

Filme - Estreia a 26 de Outubro no Medeia Monumental e Midas Cinema Ideal
‘TOIVON TUOLLA PUOLEN - O OUTRO LADO DA ESPERANÇA’ 
de Aki Kaurismaki 
com Ville Virtanen e Dome Karukoski
(2017 Sputnik) 


Khaled é um refugiado sírio que perdeu quase toda a família. Chega a Helsínquia e procura asilo sem grande esperança no seu futuro. Wikstrom é um caixeiro-viajante que decide deixar a mulher e o trabalho. Muda de vida e compra um pequeno restaurante. Quando as autoridades decidem extraditar Khaled, Wikstrom descobre-o e decide contratá-lo.
‘Toivon Tuolla Puolen - O Outro Lado da Esperança’ é uma comédia dramática do realizador finlandês Aki Kaurismaki, de 60 anos, autor de ‘Tulitikkutehtaan Tytto - A Rapariga da Fábrica de Fósforos’ (1990), ‘Mies Vailla Menneisyytta - O Homem sem Passado’ (2002) e ‘Le Havre’ (2011).
Berlinale - Silberner Bar Beste Regie 2017 (melhor realizador)
“There aren’t really any surprises in ‘Toivon Tuolla Puolen’; it’s more like witnessing the ongoing cultivation of a humane philosophy. But the film is devilishly funny and economically constructed.”
The Guardian
“Le film contient simultanément une forme de profonde empathie et une sécheresse implacable. C’est par la petite porte de la mise en scène, du conte savamment troussé qu’il attrape, et il n’en est que plus précieux.” 
Cahiers du Cinéma
‘TOIVON TUOLLA PUOLEN’
Aki Kaurismaki 

10.10.17

Live Set
LONE
Jameson Urban Routes  
Quarta, 25 de Outubro, das 00h30 às 03h00, no Musicbox Lisboa


O Jameson Urban Routes, festival indoor novas tendências da música moderna e urbana, promete animar as noites de Outono e pôr Lisboa a dançar com concertos e sessões de DJs. Em colaboração com o Musicbox, a Jameson Irish Whiskey programa para o palco do club do Cais do Sodré nomes de referência e emergentes da cena nacional e internacional. Nesta 11.ª edição, o destaque vai para a actuação de Lone.
O músico inglês house/bass/ambient Matt Cutler, sob o pseudónimo Lone, estreou-se em 2007 e já editou vários álbuns que combinam uma sonoridade abstract hip-hop com texturas electrónicas, que depois se orientam para a pista de dança, com destaque para os essenciais ‘Galaxy Garden’ (2012 R&S Records) e ‘Reality Testing’ (2014 R&S Records) e o mix-álbum ‘DJ-Kicks’ (2017 !K7). Hip-hop vintage, house/jazz e techno/Detroit relaxante, fluido e atraente.
Bilhetes à venda na Fnac e BOL por 15 euros. Oferta de um 'Jameson Irish Whiskey'. 
BOILER ROOM NOTTINGHAM 2016
Lone 

8.10.17

Novela Gráfica
‘Y - O ÚLTIMO HOMEM’ 
Brain K. Vaughan e Pia Guerra 
(2017 Levoir / ‘Público’) 


Quando em 2002 todas as criaturas com cromossoma Y morreram instantaneamente, sem qualquer explicação, a Terra mudou para sempre. A sociedade encontra-se à beira do colapso com o desaparecimento de mais de metade da população. As mulheres dominam o mundo, mesmo sabendo que não há salvação para a raça humana.
Em edição de coleccionador, ’Y - O Último Homem’ é uma série de banda desenhada de ficção científica pós-apocalíptica do norte-americano Brain K. Vaughan (argumento) e da canadiana Pia Guerra (arte). Obra publicada originalmente sob o título ‘Y - The Last Man’ (2003 DC Comics Vertigo).
Eisner Awards - Best New Series 2003
Eisner Awards - Best Continuing Series 2005/2008
“Funny and scary. An utterly believable critique of society.”
The Washington Post

Quinta, 19 Outubro, livro ‘Y - O Último Homem: Um Mundo sem Homens’ e quinta, 26 de Outubro, livro ‘Y - O Último Homem: Ciclos’ com o ‘Público’ por mais 12,90 euros cada volume.
‘Y - THE LAST MAN’
Brain K. Vaughan / Pia Guerra 

6.10.17

Cinema - Festival
DOCLISBOA‘17 
15º Festival Internacional de Cinema 
De 19 a 29 de Outubro na Culturgest, Cinema São Jorge e Cinema Ideal
(Apordoc) 


Organizado pela Apordoc - Associação pelo Documentário, o Doclisboa apresenta em antestreia os melhores documentários da última temporada numa tentativa de compreender em que ponto está e como opera hoje o cinema do real. O festival internacional de cinema documental pretende dar ao público novas formas de pensar, de ver o mundo e de comunicar, mostrando filmes importantes e premiados.
Com direcção de Cíntia Gil e Davide Oberto, o Doclisboa vai exibir nesta 15.ª edição 231 documentários de 44 países, alguns em estreia mundial. A programação inclui a Competição Nacional e Internacional, as secções paralelas Riscos, Heartbeat e Da Terra à Lua e as retrospectivas Vera Chytilova, dedicada à obra da cineasta da Nova Vaga Checa, e Uma Outra América, dedicado ao Cinema Directo do Quebeque.
Bilhetes à venda na Culturgest e Ticketline por 4 euros. 

SELECÇÃO  
Sexta, 20 de Outubro 
22h00 Cinema Ideal - ‘Le Vénérable W.’ (2016 Irão 100’) de Barbet Schroeder. 
Em Myanmar, o ‘Venerável Wirathu’ é um monge respeitado e influente budista no cerne do racismo. Todavia, a população é budista e baseia-se no pacifismo e tolerância. 
Sábado, 28 de Outubro 
19h15 Culturgest - ‘Fang Xiu Ying - Mrs. Fang’ (2017 Hong Kong 86’) de Wang Bing. 
A idosa Fang Xiu Ying vive numa aldeia do sul da China. Sofrendo da doença de Alzheimer está rodeada dos familiares e vizinhos, que a acompanham nos seus últimos dias. 
Domingo, 29 de Outubro  
21h30 Culturgest - Premiados   
Grande Prémio para Melhor Filme da Competição Internacional
EM OUTUBRO O MUNDO INTEIRO CABE EM LISBOA
Doclisboa’17

4.10.17

Mostra de Arte
POSTER 
Uma galeria pública a céu aberto 
De 14 de Outubro a 14 de Novembro, em Marvila - Lisboa
(Departamento)  


Mostra pública de arte e palavra, a Poster tem como ambiente nativo a rua. Palavras, fotografia, desenho, ilustração e mix media assumem o formato poster como meio. A Poster surge como homenagem a um dos mais poderosos meios de comunicação de sempre. Foi o primeiro meio em que a arte e publicidade se uniram em simbiose. Mudaram o mundo e mudaram a forma como o mundo comunica.
Artistas, designers, fotógrafos, escritores e arquitectos, portugueses e internacionais, juntaram-se para conceber 25 posters, impressos e colados nas paredes de Marvila, que se impõe como uma das novas zonas criativas de Lisboa. Os trabalhos criativos não respondem a nenhum tema específico, sendo apenas pensados com base no meio/formato do poster/cartaz.

Convidados
Adriano Sousa Lopes, Anna Balecho, Ateliermob, Broken Fingaz Crew, Cláudia Guerreiro, Cláudia R. Sampaio, Colectivo Warehouse, Halfstudio, Jessica Walsh, Kid Galindro, Kruella D’Enfer, Luís Alegre, Matilde Travassos, Pedro Lourenço, Pedro Pascoinho, Promontorio, Ricardo Passaporte, Rui Horta, Sérgio Godinho e Violeta Santos Moura.
UMA GALERIA PÚBLICA A CÉU ABERTO
Poster


2.10.17

Música - Álbum
‘NEW ENERGY’
Four Tet 
(2017 Text Records) 


O músico inglês Kieran Hebden é nome por trás do projecto Four Tet lançado em 1998 e que explora o folktronic/jazz e o broken beat/techno. Desde então, já foi DJ residente no club londrino Plastic People, realizou numerosas remisturas, fundou a editora Text Records e lançou vários álbuns, com destaque para ‘Pause’ (2001 Domino), ‘Rounds’ (2003 Domino), 'There is Love in You' (2010 Domino) e 'Beautiful Rewind' (2013 Text Records).
Four Tet regressa agora com o novo álbum ‘New Energy’, um conjunto de 14 temas electronic/ambient/house, onde liga o calor dos seus primeiros trabalhos às experiências de club mais recentes. Instrumentação orgânica refinada e estruturas quentes de percussão num álbum culto e sedutor.
“On this record, the club-orientated dancefloor tracks are gone. What’s left is a mature, ambient take that feels more reflective - and honest.” 
XLR8R
“Has the expansive, wandering pleasantness of a self-release unbothered. What it doesn’t have is a great deal of tracks to pull you back and the album title feels, ultimately, misleading.” 
The Guardian
"The energy here isn't exactly new, nor all that energetic, but it is aglow with comfort and compassion. 'New Energy' seems designed to lull and relax its listeners.
Resident Advisor
‘SW9 9SL’
Four Tet 

30.9.17

Filme - Reposição a 12 de Outubro no Medeia Espaço Nimas
‘TA'AM E GUILASS - O SABOR DA CEREJA’ 
de Abbas Kiarostami
com Homayoun Ershadi e Abdolrahman Bagheri
(1997 Abbas Kiarostami Productions)


Badii, um homem de meia-idade, percorre os arredores quase desertos de Teerão. Decidiu suicidar-se e ao volante do seu carro procura alguém que o enterre, caso seja bem-sucedido. Em 1997, o filme ‘Ta'am e Guilass - O Sabor da Cereja’ conquistou a Palm d’Or, distinção para melhor filme em competição no Festival de Cannes, e abriu o Ocidente ao cinema iraniano.
Um drama do realizador iraniano Abbas Kiarostami (1940 - 2016), autor de ‘Khane-ye Doust Kodjast? - Onde Fica a Casa do Meu Amigo?’ (1987), ‘Nema-ye Nazdik - Close-Up’ (1990), ‘Zire Darakhatan Zeyton - Através das Oliveiras’ (1994), ‘Bad Ma Ra Khahad Bord - O Vento Levar-nos-à’ (1999) e ‘Dah - Dez’ (2002).
20.º Aniversário - Cópia Restaurada 
“O mais enigmático e mais bem conseguido filme de Abbas Kiarostami é ainda hoje uma mescla incomum de humor, meditação e mistério, que sobrevive à distância cultural.” 
Medeia Filmes
‘TA'AM E GUILASS’
Abbas Kiarostami 

28.9.17

Livro - Romance
‘A CONTRALUZ’ 
Rachel Cusk 
(2017 Bertrand Círculo / Quetzal) 


Uma mulher divorciada chega a Atenas, no pico do Verão, para leccionar um curso de escrita. Aí chegada, torna-se a alvo de uma cadeia de narrativas, à medida que as pessoas que vai encontrando lhe contam, à vez, a história das suas vidas. Com o calor abrasador e os ruídos da cidade como pano de fundo, a sequência de vozes vai tecendo uma complexa tapeçaria humana.
Um romance em 10 conversas da escritora canadiana radicada em Inglaterra, Rachel Cusk, de 50 anos, inédita em Portugal.
The New York Times - The 10 Best Books of 2015 
Folio Prize - Shortlist 2015 
“A lethally intelligent novel. Spend much time with this novel and you'll become convinced that she is one of the smartest writers alive.” 
 The New York Times
“'Outline'. It defies ordinary categorisation. It is about authorial invisibility, it involves writing without showing your face. Rachel Cusk stitches, with fastidious brilliance, into a single fabric.” 
The Guardian
‘OUTLINE’
Rachel Cusk
(Beyond Borders Scotland)

26.9.17

DJ Set
ÂME 
Brunch Electronik Lisboa
Domingo, 08 de Outubro, das 20h00 às 22h00, na Tapada da Ajuda
(Brunch -In the Park) 


A par de Barcelona, Madrid e Paris, o Brunch Electronik transforma as tardes de domingo de Lisboa. Com um line-up de música electrónica, a Closing Party, 12.ª e última sessão ao ar livre, está programada para dançar e petiscar nos food trucks. Entre os DJs programados, destaque para Âme.
A dupla de produtores deep house alemã Frank Wiedemann e Kristian Beyer estreou-se em 2003 como Âme e co-fundou a editora Innervisions em 2005. Já editou os álbuns ‘Âme’ (2004 Sonar Kollecktiv) e ‘Live’ (2012 Innervisions). Kristian Beyer, a metade dos Âme que se dedica ao DJing, é um divulgador e influenciador do house com instrumentação e composição orquestral, embora desconstruído em sintetizadores vintage e vocalizações espectrais. Uma sessão de grandes viagens melódicas e hipnóticas a partir de temas clássicos deep house e minimal techno.
Resident Advisor - Top DJs of 2016 
Bilhetes à venda na Fnac e Blueticket por 11 euros.
BOILER ROOM 2016
Âme (Kristian Beyer) 

24.9.17

Filme - Estreia a 05 de Outubro no Medeia Monumental
‘BLADE RUNNER 2049’ 
de Denis Villeneuve 
com Harrison Ford e Ryan Gosling
(2017 Alcon Entertainment) 


O oficial K, um novo caçador de replicantes do LAPD, descobriu um segredo que tem o potencial de mergulhar a sociedade no completo caos. A descoberta leva-o a uma busca pelo antigo caçador de androides Rick Deckard, desaparecido há 30 anos.
Sequência de ‘Blade Runner - Perigo Iminente’ (1982), de Ridley Scott, ’Blade Runner 2049’ é um thriller de ficção científica do realizador canadiano Denis Villeneuve, de 49 anos, autor de ‘Prisoners - Raptadas’ (2013) e ‘Arrival - O Primeiro Encontro’ (2016).
“'Blade Runner 2049' is a narcotic spectacle of eerie and pitiless vastness, by turns satirical, tragic and romantic.” 
The Guardian
A carefully engineered narrative puzzle, and its power dissipates as the pieces snap into place. As sumptuous and surprising as it is from one scene to the next, it lacks the creative excess, the intriguing opacity and the haunting residue of its predecessor.
The New York Times
Un film cauchemardesque et magnifique.
Le Monde
‘BLADE RUNNER 2049’
Denis Villeneuve



22.9.17

Cinema - Mostra
18.ª FESTA DO CINEMA FRANCÊS 
O melhor e mais recente do cinema francês 
De 05 a 15 de Outubro no Cinema São Jorge e Cinema Ideal
(Institut Français du Portugal) 


A Festa do Cinema Francês é um festival de antestreias de longas-metragens de produções francesas recentes e inéditas em Portugal. Nesta edição, com uma programação inédita e rica em diversidade, são mostrados três dezenas de filmes em antestreia (alguns com distribuição portuguesa assegurada) que permitem abordar e redescobrir todos os géneros da produção cinematográfica francesa. Destaque para o ciclo especial ACID, dedicado ao cinema independente. O Padrinho desta 18.ª edição é o realizador francês Arnaud Desplechin.
A Festa do Cinema Francês é organizada pelo Institut Français du Portugal, Embaixada de França e Alliance Française e tem a coordenação geral de Aurélie Roguin.
Bilhetes à venda na Culturgest, Fnac e Ticketline por 3,50 euros.  

SELECÇÃO  
Domingo, 08 de Outubro 
21h30 Cinema São Jorge - ‘Jeune Femme’ (2017 França 97’), de Léonor Serraille, com Laetitia Dosch e Souleymane Seye Ndiaye. 
A trintona Paulo regressa a Paris com o seu gato, depois de uma longa ausência, para um recomeço de vida. 
Segunda, 09 de Outubro
21h30 Cinema São Jorge - ‘Petit Paysan’ (2017 França 90’), de Hubert Charuel, com Swann Arlaud e Sara Giraudeau. 
O jovem Pierre é criador de vacas leiteiras e a sua irmã veterinária. Uma epidemia infecta uma das suas vacas.
Sábado, 14 de Outubro 
21h30 Cinema São Jorge - ‘Le Concours’ (2016 França 119’), de Claire Simon, com Alain Bergala e Xanae Bove. 
O concurso de admissão na La Fémis, prestigiada escola de cinema, é filmado pela primeira vez. 
O MELHOR E MAIS RECENTE DO CINEMA FRANCÊS
18.ª Festa do Cinema Francês 

10.9.17

Festival - Prémios de Cinema
VENEZIA 74  
Mostra Internazionale d'Arte Cinematografica 2017  
‘The Shape of Water’, de Guillermo del Toro, vence Leone d'Oro.


O filme ‘The Shape of Water’, do realizador mexicano Guillermo del Toro, foi galardoado com o 'Leone d’Oro' para o melhor filme em competição na Venezia 74, a edição de 2017 do festival de cinema de Veneza (Itália). O drama de fantasia conta a historia de Elisa que trabalha em isolamento num laboratório oculto nos Estados Unidos e descobre uma experiência secreta. Guillermo del Toro, de 53 anos, é autor de 'El Laberinto del Fauno - O Labirinto do Fauno' (2006) e ‘El Orfanato - O Orfanato’ (2007).
Integrada na exposição internacional de artes La Biennale di Venezia, a Mostra Internazionale d'Arte Cinematografica, o mais antigo festival de cinema do mundo, realiza-se no Lido di Venezia. O júri que apreciou as 21 longas-metragens em competição e estreia mundial foi presidido pela actriz norte-americana Annette Bening.
‘The Shape of Water’ estreia em Portugal em Fevereiro. 

PREMI UFFICIALI 
Leone d’Oro (melhor filme) 
‘The Shape of Water’ (2017 México), de Guillermo del Toro, com Doug Jones e Michael Shannon. 
Gran Premio della Giuria (prémio especial do júri) 
‘Foxtrot’ (2017 Israel), de Samuel Maoz, com Lior Ashkenazi e Sarah Adler.
‘THE SHAPE OF WATER’
Guillermo del Toro 
Venezia 74 - Leone d’Oro 2017 

8.9.17

Filme - Estreia a 21 de Setembro no Medeia Espaço Nimas e Midas Cinema Ideal
‘A FÁBRICA DE NADA’ 
de Pedro Pinho 
com José Smith Vargas e Carla Galvão
(2017 Terratreme) 


Um grupo de operários percebe que a administração está a roubar máquinas e matérias-primas da sua própria fábrica. Para proteger os equipamentos e impedir o deslocamento da produção, os trabalhadores permanecem nos seus postos sem nada que fazer enquanto prosseguem as negociações para os despedimentos.
‘A Fábrica de Nada’ é um drama musical do realizador português Pedro Pinho. de 40 anos, autor dos documentários ‘Bab Sebta’ (2008) e ‘A Cidade e as Trocas’ (2014).
Festival de Cannes - Prix FIPRESCI de la Critique Internationale 2017 
“Œuvre de pensée, de mise en relation entre les registres, le film rencontre plus de difficultés à faire vivre, et par conséquent éprouver, le sortilège de la fiction.” 
Le Monde
“The latest cinematic response to Portugal’s financial crisis. Filled with rewarding eccentricities of its own. The three-hour running time contains manifold surprises and pleasures.” 
Film Comment
‘A FÁBRICA DE NADA’
Pedro Pinho 

6.9.17

Música - Álbum
‘BICEP’ 
Bicep 
(2017 Ninja Tune) 


A dupla Bicep, criada em 2009 pelos DJs e produtores norte-irlandeses house/italo-disco/breakbeat Andy Ferguson e Matt McBriar, começou pela curadoria musical no blogue ‘Feel My Bicep’. Seguiu-se a fundação de uma editora com o mesmo nome, a entrada no circuito internacional de DJs e a edição de remisturas. Em 2015, lançaram o EP ‘Just’ (2015 Aus Music), eleito Mixmag - Top Tune 2015.
Os Bicep estreiam-se agora com o álbum de originais ‘Bicep’, onde revelam uma sonoridade house/garage/techno, um conjunto de 12 temas ricos e variados para audições domésticas e para as pistas de dança. Uma produção precisa, melodias brilhantes, uso de sintetizadores e batidas devastadoras, concentram energia num dos melhores álbuns de dança do ano.
“Most of all, it’s laser-focused in the pursuit of pleasure, and makes absolute sense as a complete álbum.” 
Mixmag
“Bicep have never been afraid to go for broke, and their debut album is all the better for it.” 
Resident Advisor
‘AURA’
Bicep 

4.9.17

Filme - Estreia a 14 de Setembro no Medeia Monumental
‘DETROIT’ 
de Kathryn Bigelow 
com John Boyega e Anthony Mackie
(2017 Annapurna Pictures) 


No Verão de 1967, Detroit vive os cinco dias de motim racial da 12th Street. Com a cidade sob recolher obrigatório e quando a Michigan National Guard patrulha as ruas, três jovens afro-americano são assassinados no Algiers Motel.
‘Detroit’ é um drama histórico da realizadora norte-americana Kathryn Bigelow, de 65 anos, autora de ‘The Hurt Locker - Estado de Guerra’ (2008) e ‘Zero Dark Thirty - 00:30 Hora Negra’ (2012).
“The film’s struggle against simplification - against the sentimentality, wishful thinking and outright denial that defines most Hollywood considerations of America’s racial past - is palpable, almost heroic, even if it is not always successful.” 
The New York Times
“This is a sombre, grieving movie which appears to gesture to the ghost-town ruin that is still in Detroit’s future.” 
The Guardian
‘DETROIT’
 Kathryn Bigelow 

2.9.17

Teatro - Encenação
‘A VERTIGEM DOS ANIMAIS ANTES DO ABATE’ 
de Dimítris Dimitriádis 
De 13 de Setembro a 28 de Outubro no Teatro da Politécnica
(Artistas Unidos) 


Num ambiente familiar, quase enclausurado, Nilos é atormentado pela sua sexualidade e pelo casamento com Militsa. O casal, os seus filhos e um amigo da família, dão vazão às suas paixões e interdições emocionais, o que os levará à loucura e ao crime.
‘A Vertigem dos Animais antes do Abate’ é uma tragédia do dramaturgo grego Dimítris Dimitriádis, de 73 anos. Encenação de Jorge Silva Melo e representações de João Meireles, Inês Pereira, Américo Silva e Vânia Rodrigues, numa produção dos Artistas Unidos, de Jorge Silva Melo.
“Tudo cai, tudo está a ruir, a morte anda por aí neste texto seminal de um grande poeta de Salónica. Paradoxal, vertiginoso.” 
Artistas Unidos
Bilhetes por 6 euros para terças às 19h00 (Dia do Espectador). Instalação de artes plásticas/pintura 'Labirinto X001' de Xana.
ARTISTAS UNIDOS NO TEATRO DA POLITÉCNICA
‘A Vertigem dos Animais antes do Abate’

30.8.17

Cinema - Filmes clássicos em reposição
YASUJIRO OZU
No Nimas
De 14 a 20 de Setembro no Medeia Espaço Nimas 
(Leopardo Filmes) 


Cinco obras maiores de Yasujiro Ozu vão estar em exibição, em cópias restauradas. A Leopardo Filmes repõe no circuito comercial as obras-primas de um dos mais importantes cineastas de todos os tempos. Os filmes são exemplos do génio de Yasujiro Ozu (1903-1963), e dos temas recorrentes na obra do cineasta, a família, a oposição entre o novo e o velho e o envelhecimento.
A influência de Yasujiro Ozu no cinema oriental é indubitável e muitos cineastas ocidentais tomaram-no como mestre. O mais japonês dos realizadores de cinema destaca-se pelo perfeccionismo e pelo seu estilo de planos de câmara estáticos, a baixa altura e frontal.
Novas versões digitais restauradas. Bilhetes já à venda por 5 euros. 

Sábado, 16 de Setembro às 16h30 e 21h30 
'Tokio Monogatori - Viagem a Tóquio' (1953), de Yasujiro Ozu, com Chishu Ryu e Chieko Higashiyama. 
Um velho casal decide visitar os filhos em Tóquio mas esbarra numa barreira de indiferença. 
Sight & Sound - Greatest Films of All Time 
Cahiers du Cinéma - 100 Films pour une Cinémathèque Idéale
'TOKIO MONOGATORY’
Yasujiro Ozu 

28.8.17

Arte - Exposição Colectiva
‘TURBULÊNCIAS’ 
Obras da Colecção de Arte Contemporânea ‘la Caixa’ 
De 08 de Setembro a 03 de Dezembro no Torreão Nascente da Cordoaria Nacional
(Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura 2017) 


Exposição composta por 40 obras da colecção de arte contemporânea da fundação bancária espanhola ‘la Caixa’, que, nos últimos anos, tem vindo a adquirir obras de vários artistas de diferentes contextos geopolíticos dotados de uma grande capacidade para processar de forma estética a realidade em que vivemos.
Intitulada ‘Turbulências’, a exposição de arte contemporânea destaca a variedade de vozes poéticas e narrativas sobre um mundo que já não se compreende através de pontos de vista únicos ou dominantes. Também se faz eco da sensibilização da arte pela agitação que provocam as contradições da globalização.
Bilhetes por 2 euros.
OBRAS DA COLECÇÃO DE ARTE CONTEMPORÂNEA ‘LA CAIXA’
‘Turbulências’

24.8.17

Cinema - Festival
MOTELx  
Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa  
De 06 a 11 de Setembro no Cinema São Jorge e Teatro Tivoli
(CTLX Cineclube de Terror de Lisboa)  


O MOTELx  revela em Portugal o melhor e mais recente do cinema de terror de todo o mundo, das grandes produções aos independentes, do clássico ao experimental, do culto às novas tendências. Nesta 11.ª edição, a secção Serviço de Quarto volta a ser o eixo do festival com as mais diversas temáticas e sub-géneros como slashers (adolescentes), terror indie, histórias de fantasmas, thrillers psicológicos, comédias e gore (mutilação).
O Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa apresenta três dezenas de longas-metragens, destaca o cinema de terror ibero-americano e promove a secção competitiva Prémio MOTELx Melhor Longa de Terror Europeia. Os convidados especiais são o realizador norte-americano Roger Corman e o realizador e argumentista de banda desenhada chileno Alejandro Jodorowsky.
Movie Maker - The World’s 15 Bloody Best Genre Fests 2017 
Bilhetes à venda no Cinema São Jorge e Fnac por 4 euros.  

SELECÇÃO 
Quinta, 07 de Setembro
00h00 Sala Manoel de Oliveira - ‘Hounds of Love’ (2016 Austrália), de Ben Young, com Emma Booth e Ashleigh Cummings. 
Nos anos 1980, uma jovem é raptada e acorrentada por um casal e para evitar a morte tenta virar os dois um contra o outro. 
Sexta, 08 de Setembro 
21h40 Sala 3 - ‘La Noche del Virgen - The Night of the Virgin’ (2016 Espanha), de Roberto San Sebastián, com Javier Bódalo e Miriam Martín. 
Numa festa de passagem de ano, o jovem Nico quer perder a virgindade. A madura Medea convida-o para casa dela. 
00h00 Sala Manoel de Oliveira - ‘Busanhaeng - Train to Busan’ (2016 Coreia do Sul), de Yeon Sang-ho, com Gong Yoo e Kim Su-an. 
No comboio expresso KTX que liga Seul a Busan, um vírus espalha-se à medida que os infectados atacam outras pessoas. 
Sábado, 09 de Setembro 
19h05 Sala Manoel de Oliveira - ’68 Kill’ (2017 Estados Unidos), de Trent Haaga, com Matthew Gray Gubler e AnnaLynne McCord. 
Uma jovem garante um rendimento extra do seu ‘benfeitor’ até que sugere ao namorado roubarem-no e livrarem-se dele.
ONDE O TERROR É BEM-VINDO
MOTELx 

20.8.17

Cinema - Ciclo
O CINEMA E A CIDADE 
Cinema na Esplanada 
Em Setembro na Cinemateca Portuguesa


A Cinemateca organiza um conjunto de iniciativas de reflexão sobre o binómio cinema‐cidade que engloba um ciclo de cinema que se prolongará de Setembro a Novembro. Envolvendo perto de 100 filmes, o ciclo O Cinema e a Cidade parte de uma pluralidade de géneros, períodos, escolas e cinematografias que traduzem a diversidade das cidades retratadas. As ruas são o grande palco do programa que, atravessando mais de um século de cinema, assume as cidades como protagonistas.
A temporada Cinema na Esplanada tem projeções ao ar livre em 35 mm no terraço do piso superior do edifício. Serviço de cafetaria/bar do Restaurante-Bar 39 Degraus.
Bilhetes à venda na Cinemateca no dia das sessões, a partir das 18h00, por 3,20 euros.

SELECÇÃO 
Sábado, 02 de Setembro às 22h30 na Esplanada 
‘Playtime - Vida Moderna’ (1967 França), de Jacques Tati com Jacques Tati e Barbara Denner 
O Sr. Hulot provoca o caos numa zona residencial e na inauguração de um restaurante. 
Sábado, 16 de Setembro às 22h30 na Esplanada 
‘Taxi Driver’ (1976 Estados Unidos), de Martin Scorsese, com Robert De Niro e Jodie Foster. 
Travis Bickle, um veterano da guerra do Vietname, conduz um táxi em Nova Iorque e decide partir numa cruzada violenta. 
Sábado, 23 de Setembro às 22h30 na Esplanada 
‘Manhattan’ (1979 Estados Unidos), de Woody Allen, com Woody Allen e Diane Keaton. 
O escritor Isaac Davies busca o romance e a satisfação pessoal numa cidade onde os relacionamentos são uma porta giratória. 
Sexta, 29 de Setembro às 22h30 na Esplanada 
‘Os Verdes Anos’ (1963 Portugal), de Paulo Rocha, com Rui Gomes e Isabel Ruth. 
O jovem provinciano Júlio chega a Lisboa para tentar ser sapateiro e conhece Ilda, uma jovem e alegre empregada doméstica.
CINEMA NA ESPLANADA
O Cinema e a Cidade


18.8.17

Festival - Música Electrónica
LISB-ON  
Lisboa está on!  
De 01 a 03 de Setembro no Parque Eduardo VII
(Jardim Sonoro)  


Promovida pela Jardim Sonoro de Miguel Ângelo Fernandes, Lisb-ON é a nova festa de Lisboa, um novo groove para ver, ouvir e sentir. Um festival de três dias privilegiado pela luz de Lisboa, um jardim sonoro e quase secreto no parque mais emblemático da cidade. O Lisb-ON recebe mais de duas dezenas de projectos e DJs nacionais e internacionais de referência e de largo espectro musical na electrónica, do house ao techno e do nu-jazz ao nu-disco.
Nesta quarta edição a programação do primeiro dia é entregue à Red Bull Music Academy e estreia-se o palco secundário Hillside Stage para alargar a oferta de artistas convidados.
Bilhetes à venda na Ticketline e Fnac por 25 euros (bilhete diário) e 45 euros (passe fim-de-semana).

SELECÇÃO 
Sábado, 02  
17h45 - Tony Allen  
Compositor e baterista afro-beat nigeriano, autor dos álbums ‘No Descrimination’ (1979 Shanu Olu Records) e ‘Film of Life’ (2014 Jazz Village).  
Domingo, 03  
19h00 - Motor City Drum Ensemble  
DJ e produtor house/disco/funk alemão Danilo Plessow, autor dos mix-álbuns ‘DJ-Kicks’ (2011 !K7) e ‘Selectors’ (2016 Dekmantel). 
21h00 - DJ Koze  
DJ e produtor house/techno alemão Stefan Kozalla, fundador da editora Pampa Records e autor do álbum ‘Amygdala’ (2013 Pampa) e do mix-álbum ‘DJ-Kicks’ (2015 !K7). 
LISBOA ESTÁ ON!
Lisb-ON



16.8.17

Cinema - Ciclo ao Ar Livre
CINEMA NAS RUÍNAS 
Filmin Live 
De 21 a 27 de Agosto no Museu Arqueológico do Carmo
(Filmin Portugal) 


Filmes realizados por nomes incontornáveis da história do cinema vão iluminar as noites lisboetas de fim de Agosto. A Filmin sai do mundo virtual para propor um ciclo de cinema ao ar livre entre as ruínas do Convento do Carmo, transformadas na mais sugestiva sala de cinema de Lisboa. Por entre as colunas, vai-se poder assistir a alguns dos filmes mais importantes do cinema mundial. O ciclo apresentará filmes de sucesso nos maiores festivais internacionais assim como grandes clássicos do cinema mundial.
A Filmin é uma plataforma para ver o melhor cinema online, com novidades, clássicos, cinema independente e de autor.
Bilhetes por 6 euros. Reservas pelo e-mail ola@filmin.pt 

SELECÇÃO 
Sexta, 25 de Agosto às 21h30
‘Mulholland Drive’ (2001 Estados Unidos), de David Lynch, com Naomi Watts e Laura Earring. 
Rita sofre um acidente e perde a memória em Mulholland Drive. É ajudada por Betty, uma aspirante a estrela em Hollywood. 
Sight & Sound - The 50 Greatest Films of All Time   
Cahiers du Cinéma - 100 Films pour une Cinémathèque Idéale 
BBC - The 21st Century's 100 Greatest Film 
“By surrendering any semblance of rationality to create a post-Freudian, pulp-fiction fever dream of a movie, David Lynch ends up shooting the moon with ‘Mulholland Drive’.”
The New York Times 
“David Lynch's delirious masterpiece still stands tall.” 
The Guardian
‘MULHOLLAND DRIVE’
David Lynch 

12.8.17

Prémios de Cinema
LOCARNO FESTIVAL 2017 
70.º Festival del Film Locarno 
‘Fang Xiu Ying - Mrs. Fang’, de Wang Bing, vence Pardo d’Oro.


O júri do Festival del Film Locarno, presidido pelo realizador françês Olivier Assayas, declara como vencedor da competição oficial o filme ‘Fang Xiu Ying - Mrs. Fang’, do realizador chinês Wang Bing atribuindo-lhe o Pardo d’Oro para o melhor filme. O documentário conta a história de uma mãe idosa atingida pela doença de Alzheimer que se reúne com a família e amigos para as últimas despedidas.
O Festival del Film Locarno, realizado em Ticino, no sul da Suíça, ocupa uma oposição única na descoberta do cinema de autor e de novos talentos, contando anualmente com a presença de profissionais da arte e indústria cinematográfica e jornalistas. Na edição deste ano, a competição Concorso Internazionale, admitiu a concurso 18 longas-metragens, de 11 países.

PALMARÉS   
Pardo d’Oro (melhor filme em competição)   
‘Fang Xiu Ying - Mrs. Fang’ (2017 China), de Wang Bing, com Fang Xiu Ying. 
Premio Speciale della Giuria (filme mais original em competição)   
’As Boas Maneiras’ (2017 Brasil), de Juliana Rojas e Marco Dutra, com Isabél Zuaa e Marjorie Estiano.
‘FANG XIU YING - MRS. FANG’
Wang Bing 
Locarno Festival 70 - Pardo d’Oro 2017

10.8.17

Cinema - Ciclo
UM VERÃO COM INGMAR BERGMAN
23 Filmes regressam ao Espaço Nimas 
De 17 de Agosto a 13 de Setembro
(Medeia Filmes)


Em Agosto e Setembro, regressam ao grande ecrã 23 obras de um dos maiores mestres da sétima arte, numa nova oportunidade para ver ou rever desde as primeiras obras até aos filmes mais aclamados de Ingmar Bergman, alguns delas em cópias restauradas.
O realizador sueco Ingmar Bergman (1918 - 2007) notabilizou-se como um dos mais relevantes e influentes cineastas mundiais com filmes que cimentaram o seu estatuto como um mestre do cinema mundial. O seu cinema de arte lida com questões existenciais como a mortalidade, a solidão e a fé e as suas influências provêm do teatro.
Bilhetes à venda no Espaço Nimas por 5 euros. 

SELECÇÃO  
Domingo, 20 de Agosto e quarta, 13 de Setembro às 17h30 e 21h00 
'Fanny och Alexander - Fanny e Alexandre' (1982), de Ingmar Bergman, com Bertil Guve e Pernilla Allwin.  
História de uma família da aristocracia sueca, no início do século XX. Depois de um Natal passado alegremente em casa, o pai morre de forma trágica e a família passa a uma vida miserável.  
Sexta, 25 de Agosto e segunda, 11 de Setembro às 15h30, 17h30 e 21h30 
'Persona - A Máscara' (1966), de Ingmar Bergman, com Bibi Andersson e Liv Ullmann.  
A enfermeira Alma deve cuidar de Elisabeth Vogler, uma actriz de boa saúde que se recusa a falar. Alma fala com Elisabeth sobre os seus segredos até que sua personalidade fica imersa na pessoa da actriz. 
Domingo, 27 de Agosto e quarta, 27 de Setembro às 15h30, 17h30 e 21h30 
'Smultronstallet - Morangos Silvestres' (1957), de Ingmar Bergman, com Victor Sjostrom e Bibi Andersson.  
O velho professor Borg trabalhou arduamente e vai agora ser distinguido com um prémio pela Universidade de Lund. No dia da cerimónia começa a reflectir sobre a sua vida. 
23 FILMES REGRESSAM AO ESPAÇO NIMAS
Um Verão com Ingmar Bergman

8.8.17

Música - Álbum
‘THEORY OF COLOURS’ 
Dauwd 
(2017 Technicolour) 


O músico, DJ e produtor Dauwd Al Hilali, de origem iraquiana, nascido nos Estados Unidos, crescido no País de Gales e radicado em Berlim, tem vindo a editar singles e EP’s desde 2011 explorando o techno/house, ao mesmo tempo que integra a equipa do evento mensal e podcast ‘African Acid is the Future’.
Dauwd estreia-se agora nos álbuns com ‘Theory of Colours’, um conjunto de sete temas onde desenvolve uma sonoridade techno abstract/deep house, inspirada no house de Detroit e no krautrock alemão. Um exercicío de liberdade criativa entre géneros com recurso a sintetizadores vintage. Um álbum intricado e cintilante, de texturas subtis e refinadas e ritmos arejados. Música de dança com o poder da moderação.
“An idiosyncratic take on electronic music that’s imbued with deep emotional content, yet danceable.” 
Mixmag
“'Theory of Colours' works equally well as a collection of chill-out jams or club tracks for DJs.” 
Resident Advisor
‘LEITMOTIV’
Dauwd 

6.8.17

Filme - Estreia a 17 de Agosto no Medeia Monumental
‘WIND RIVER’ 
de Taylor Sheridan 
com Kelsey Asbille e Jeremy Renner
(2017 Acacia Filmed Entertainment) 


Uma nova agente do FBI, Jane Banner, junta forças com um caçador local atormentado pelo passado para investigar um homicídio ocorrido numa remota Reserva de Nativos Americanos. Com o decorrer da investigação, Jane espera conseguir vingar a morte da vítima, uma jovem rapariga.
‘Wind River’ é um drama de acção do argumentista e realizador norte-americano Taylor Sheridan, de 47 anos, autor de ‘Ville’ (2011).
Festival de Cannes - Un Certain Regard Prix de la Mise en Scene 2017 
“Taylor Sheridan proves an undeniably strong director with his second effort in that job, 'Wind River'. His direction is assured throughout.” 
The New York Times
‘WIND RIVER’
Taylor Sheridan 

30.7.17

BD - Prémios
EISNER AWARDS 2017  
Will Eisner Comic Industry Awards   
‘Wonder Woman: The True Amazon’, de Jill Thompson, eleito Graphic Album - New


A novela gráfica ‘Wonder Woman: The True Amazon’, de Jill Thompson, acaba de ser distinguida com o Eisner Award - Best Graphic Album - New 2017, prémio para melhor livro de banda desenhada inédito publicado nos Estados Unidos. A obra reimagina os primeiros anos da Princesa Diana da Amazónia, que cresceria para tornar-se Mulher Maravilha.
Os Eisner Awards, o mais importante prémio para a realização criativa da banda desenhada norte-americana (comics e graphic novels), são promovidos anualmente durante a convenção San Diego Comic-Con International, na Califórnia. Na sua 29.ª edição, os prémios distribuem-se por três dezenas de categorias cujos candidatos foram nomeados por um painel de cinco membros e votados por profissionais da banda desenhada.

EISNER AWARDS 2017  
Best Graphic Album - New (melhor álbum inédito)   
‘Wonder Woman: The True Amazon’ Jill Thompson (DC Comics) 
Best Single Issue or One-Shot (melhor edição única ou especial)   
‘Beasts of Burden: What the Cat Dragged In’ Evan Dorkin / Sarah Dyer / Jill Thompson (Dark Horse) 
Best Continuing Series (melhor série continuada)   
‘Saga’ Brian K. Vaughan / Fiona Staples (Image) 
Best Limited Series (melhor série limitada)   
‘The Vision’ Tom King / Gabriel Walta (Marvel) 
Best New Series (melhor nova série)   
‘Black Hammer’ Jeff Lemire / Dean Ormston (Dark Horse)
‘WONDER WOMAN: THE TRUE AMAZON’
Jill Thompson 
Eisner Awards - Best Graphic Album - New 2017


28.7.17

Cinema - Ciclo
UM ANO DE CINEMA(S) 
Os melhores filmes estreados no último ano 
Agosto no Espaço Nimas
(Medeia Filmes) 


Mais de 50 obras cinematográficas estão em destaque em Julho e Agosto no ciclo 'Um Ano de Cinema(s)', um conjunto de filmes que marcaram o mundo do cinema nos últimos meses. No Espaço Nimas, são repostos os melhores filmes estreados no último ano, para ver ou rever, um por dia.
A Medeia Filmes exibe há duas décadas os melhores filmes, incluindo os menos divulgados, contrariando a ideia feita de que não haveria em Portugal público para estes filmes, foi possível fazer de muitos deles sucessos de estima, de crítica e de público. Desde o início, a exibidora de Paulo Branco privilegia a divulgação do cinema europeu, português e das cinematografias menos divulgadas, a reposição de grandes clássicos da história do cinema em cópias novas e a disponibilização de catálogo de filmes em DVD.
Bilhetes por 5 euros. 

SELECÇÃO 
Terça, 01 de Agosto
16h30 e 21h30 - ‘Elle - Ela’ (2016 Holanda), de Paul Verhoeven, com Isabelle Huppert e Laurent Lafitte. 
Quarta, 02 de Agosto 
14h00 e 19h00 - ‘Bacalaureat - O Exame’ (2016 Roménia), de Cristian Mungiu, com Adrian Titieni e Maria Dragus. 
Quinta, 03 de Agosto 
16h30 e 21h30 - ‘Little Men - Homenzinhos’ (2016 Estados Unidos), de Ira Sachs, com Greg Kinnear e Jennifer Ehle. 
Sábado, 05 de Agosto 
16h30 e 21h30 - ‘I, Daniel Blake - Eu, Daniel Blake’ (2016 Inglaterra), de Ken Loach, com Dave Johns e Hayley Squires. 
Domingo, 06 de Agosto 
16h30 e 21h30 - ‘Manchester by the Sea’ (2016 Estados Unidos), de Kenneth Lonergan, com Casey Affleck e Michelle Williams. 
Terça, 08 de Agosto 
16h30 e 21h30 - ‘Ma Loute’ (2016 França), de Bruno Dumont, com Fabrice Luchini e Juliette Binoche. 
Quarta, 09 de Agosto 
14h00 e 19h00 - ‘Get Out - Foge’ (2017 Estados Unidos), de Jordan Peele. com Daniel Kaluuya e Allison Williams. 
16h00 e 21h00 - ‘Tony Erdmann’ (2017 Alemanha), de Maren Ade, com Sandra Hüller e Peter Simonischek. 
Quinta, 10 de Agosto 
14h00 e 19h00 - ‘São Jorge’ (2016 Portugal), de Marco Martins, com Nuno Lopes e Mariana Nunes. 
16h15 e 21h15 - ‘Aquarius’ (2016 Brasil), de Kleber Mendonça Filho, com Sonia Braga e Maeve Jinkings. 
Sexta, 11 de Agosto 
16h30 e 21h30 - ‘Moonlight’ (2016 Estados Unidos), de Barry Jenkins, com Mahershala Ali e Shariff Earp. 
Domingo, 13 de Agosto 
14h00 e 19h00 - ‘Ma Vie de Courgette - A Minha Vida de Courgette’ (2016 Suíça), de Claude Barras, com Gaspard Schlatter e Sixtine Murat (vozes). 
Segunda, 14 de Agosto 
16h30 e 21h30 - ‘I Am Not Your Negro - Eu Não Sou o Teu Negro’ (2016 Haiti), de Raoul Peck, com Samuel L. Jackson e James Baldwin. 
Quarta, 16 de Agosto 
16h15 e 21h15 - ‘Ah-Ga-Ssi - A Criada’ (2016 Coreia do Sul), de Park Chan-wook, com Kim Min-hee e Ha Jung-woo.
OS MELHORES FILMES ESTREADOS NO ÚLTIMO ANO
‘Um Ano de Cinema(s)’


24.7.17

Música - Álbum
‘ANGUILLA ELECTRICA’ 
Porter Ricks 
(2017 Tresor) 


A dupla de músicos e produtores composta pelos alemães Andy Mellwig e Thomas Koner, sob o nome Porter Ricks, é pioneira do dub/techno. Estreou-se com o álbum ‘Biokinetics’ (1996 Chain Reaction), a que se seguiu ‘Porter Ricks’ (1997 Mille Plateaux).
Porter Ricks regressa agora com o novo álbum ‘Anguilla Electrica’ onde o seu design de som denso e original explora novos territórios e experiências sónicas subaquáticas. Um conjunto de seis temas dub/techno/noise, de texturas alucinantes e ondas vertiginosas, simultaneamente experimental e dançável.
“What's most striking about ‘Anguilla Electrica’ is how they've managed to keep their original spirit intact without sounding like they used to. Porter Ricks prove you can faithfully reference your past while boldly striking forward, no matter how much time has passed.” 
Resident Advisor
CD / 2LP / DIGITAL
‘Anguilla Electrica’ 
Porter Ricks

20.7.17

Cinema - Sessão Extra
SESSÕES DE CULTO 
‘Night of the Living Dead - A Noite dos Mortos Vivos’ 
Sexta, 21 de Julho às 00h00 no Medeia Espaço Nimas


O realizador norte-americano George A. Romero faleceu em Julho, aos 77 anos. Para homenagear o pai dos zombies, a Medeia Filmes promove uma sessão extra das Sessões de Culto com o filme ‘Night of the Living Dead - A Noite dos Mortos Vivos’, a obra-prima de baixo orçamento de George A. Romero que ajudou a reinventar o cinema de terror para a era moderna.
‘Night of the Living Dead - A Noite dos Mortos Vivos’ continua a ter um grande impacto sobre a cultura norte-americana, por ser uma dura crítica à sociedade do final dos anos 1960, durante os movimentos dos direitos civis e a Guerra do Vietname.
Apresentação pelo músico, autor de BD e realizador Filipe Melo. Bilhetes por 1 euro. O valor total da bilheteira reverte para a Amnistia Internacional.

Sessões de Culto - Sessão Extra
‘Night of the Living Dead - A Noite dos Mortos Vivos’ (1968), de George A. Romero, com Duane Jones e Judith O'Dea.
Os mortos andam à solta e com fome de carne humana. Um grupo de sobreviventes barrica-se numa casa de campo abandonada, enquanto o exército de zombies circula pela pradaria. 
Fangoria - The 5 Best Horror Movies of All Time
‘NIGHT OF THE LIVING DEAD’
George A. Romero 

16.7.17

Festival - Música Global
FMM SINES 
Festival Músicas do Mundo 
De 21 a 29 de Julho em Sines
(CM Sines) 


A maior celebração das músicas do mundo realizada em Portugal tem como única playlist o atlas universal. O Festival Músicas do Mundo foi criado com a convicção de que a música global é cheia de cores e matizes. A essência do FMM Sines, com direcção de Carlos Seixas, é a descoberta da música que se faz no mundo e apresentar projectos musicais pela primeira vez em Portugal. Além do programa, os espaços definem o FMM Sines.
Esta 19.ª edição conta com 56 concertos de 36 países (de entrada paga e entrada livre repartidos entre Porto Covo e Sines) com alguma da melhor música que se está a produzir no mundo neste momento.
Songlines Magazine - 25 Best International Festivals 2015 
Bilhetes à venda na Fnac por 20 euros. CD-Duplo ‘FMM Sines 2017’ à venda na área de merchandising do festival por 3 euros. 

SELECÇÃO 
Sábado, 29 de Julho 
22h00 Castelo - Gaye Su Akyol (Turquia). Cantora-compositora art rock/klasik turk musikisi.
23h15 Castelo - Oumou Sangaré (Mali). Cantora wassoulou/musique de l'Afrique de l'Ouest. 
00h30 Castelo - Tiken Jah Fakoly (Costa do Marfim). Cantor-compositor reggae/instruments de musique de l'Afrique de l'Ouest.
MÚSICA COM ESPÍRITO DE AVENTURA
FMM Sines 

12.7.17

Cinema - Ciclo
UM ANO DE CINEMA(S) 
Os melhores filmes estreados no último ano 
Julho no Espaço Nimas 
(Medeia Filmes) 


Mais de 50 obras cinematográficas vão estar em destaque em Julho e Agosto no ciclo 'Um Ano de Cinema(s)', um conjunto de filmes que marcaram o mundo do cinema nos últimos meses. No Espaço Nimas, são repostos os melhores filmes estreados no último ano, para ver ou rever, um por dia.
A Medeia Filmes exibe há duas décadas os melhores filmes, incluindo os menos divulgados, contrariando a ideia feita de que não haveria em Portugal público para estes filmes, foi possível fazer de muitos deles sucessos de estima, de crítica e de público. Desde o início, a exibidora de Paulo Branco privilegia a divulgação do cinema europeu, português e das cinematografias menos divulgadas, a reposição de grandes clássicos da história do cinema em cópias novas e a disponibilização de catálogo de filmes em DVD.
Bilhetes por 5 euros. 

SELECÇÃO 
Quinta, 20 de Julho 
14h00 e 19h00 - ‘La Academia de las Musas - A Academia das Musas’ (2015 Espanha), de José Luis Guerín, com Rosa Delor e Emanuela Forgetta. 
16h30 e 21h30 - ‘Love & Friendship - Amor & Amizade’ (2016 Estados Unidos), de Whit Stillman, com Kate Beckinsale e Chloë Sevigny. 
Sábado, 22 de Julho 
14h00 e 19h15 - ‘An - Uma Pastelaria em Tóquio’ (2015 Japão), de Naomi Kawase, com Masatoshi Nagase e Kirin Kiki. 
16h30 e 21h30 - ‘Victoria’ (2015 Alemanha), de Sebastian Schipper, com Laia Costa e Frederick Lau. 
Terça, 25 de Julho 
14h00 e 19h00 - ‘Comoara - Tesouro’ (2015 Roménia), de Corneliu Porumboiu, com Toma Cuzin e Adrian Purcarescu. 
Quarta, 26 de Julho 
14h00 e 19h00 - ‘Tangerine’ (2015 Estados Unidos), de Sean Baker, com Kitana Kiki Rodriguez e Mya Taylor. 
16h30 e 21h30 - ‘Shan He Gu Ren - Se as Montanhas se Afastam’ (2015 China), de Jia Zhang-Ke, com Tao Zhao e Yi Zhang. 
Quinta, 27 de Julho 
14h00 e 19h00 - ‘O Ornitólogo’ (2016 Portugal), de João Pedro Rodrigues, com Paul Hamy e Xelo Cagiao. 
Sexta, 28 de Julho 
16h30 e 21h30 - ‘Julieta’ (2016 Espanha), de Pedro Almodóvar, com Emma Suárez e Adriana Ugarte. 
Sábado, 29 de Julho 
14h00 e 19h00 - ‘Fuocoammare - Fogo no Mar’ (2016 Itália), de Gianfranco Rosi, com Maria Costa e Samuele Pupilo. 
Domingo, 30 de Julho 
14h00 e 19h15 - ‘Juste la Fin du Monde - Tão Só o Fim do Mundo’ (2016 Canadá), de Xavier Dolan, com Nathalie Baye e Vincent Cassel. 
Segunda, 31 de Julho 
16h00 e 21h00 - ‘American Honey’ (2016 Inglaterra), de Andrea Arnold com Sasha Lane e Shia LaBeouf.
OS MELHORES FILMES ESTREADOS NO ÚLTIMO ANO
‘Um Ano de Cinema(s)’


8.7.17

DJ Sets
BRUNCH ELECTRONIK LISBOA 
In the park 
Todos os domingos, de 23 de Julho a 08 de Outubro, na Tapada da Ajuda
(Brunch -In) 


A par de Barcelona, Madrid e Paris, o Brunch Electronik regressa a Lisboa para transformar as tardes de domingo. Com um line-up repleto de música electrónica, são 12 sessões ao ar livre programadas para dançar e petiscar nos food trucks, sempre ao som da melhor música electrónica. Entre os DJs programados, destaque para Âme na última sessão.
A dupla de produtores deep house alemã Frank Wiedemann e Kristian Beyer estreou-se em 2003 como Âme e co-fundou a editora Innervisions em 2005. Já editou os álbuns ‘Âme’ (2004 Sonar Kollecktiv) e ‘Live’ (2012 Innervisions). Kristian Beyer, a metade dos Âme que se dedica ao DJing, é um divulgador e influenciador do house com instrumentação e composição orquestral, embora desconstruído em sintetizadores vintage e vocalizações espectrais. Uma sessão de grandes viagens melódicas e hipnóticas a partir de temas clássicos deep house e minimal techno no parque botânico da Tapada da Ajuda.
Bilhetes já à venda online em RA Events por 10 euros (sessão). 

SELECÇÃO 
Domingo, 08 de Outubro
Brunch Electronik Lisboa #12  
20h00 às 22h00 - Âme (Kristian Beyer)
BOILER ROOM 2016
Âme (Kristian Beyer) 

4.7.17

Livros - Colecção de Banda Desenhada
‘NOVELA GRÁFICA’ 
Os grandes nomes estão de volta 
(2017 Levoir / ‘Público’) 


A colecção de banda desenhada ‘Novela Gráfica’, da editora Levoir, está de volta com o jornal ‘Público’. Nesta terceira série, são 15 volumes em edição de coleccionador, com todas as obras traduzidas para português a partir das línguas originais e produzidas no formato original em capa dura e, na sua maioria, em volumes com mais de duas centenas de páginas.
Uma novela gráfica é um romance que conta uma longa e densa história através de arte sequencial (banda desenhada), em formato livro e destinado a um público maduro. Com grande capacidade para absorver tendências distintas e de se renovar, a novela gráfica não deve ser vista como um género, com formato e conteúdo específicos.
Às sextas, colecção ‘Novela Gráfica’ com o ‘Público’ por mais 9,90 euros. 

SELECÇÃO 
Sexta, 21 de Julho 
‘Batman - Uma História Verdadeira’ (2016 DC Comics Vertigo), de Paul Dini e Eduardo Risso. 
Sexta, 28 de Julho 
‘Polina’ (2011 Casterman KSTR), de Bastien Vivès.
OS GRANDES NOMES ESTÃO DE VOLTA
Colecção ‘Novela Gráfica’

30.6.17

Cinema - Sessões
CINEMA NA ESPLANADA 
Fantasmas ao Nosso Encontro 
Em Julho na Cinemateca Portuguesa


A temporada ‘Cinema na Esplanada’ volta em Julho e Setembro à Cinemateca Portuguesa, às sextas e sábados, às 22h30, com projecções ao ar livre em 35 mm no terraço do piso superior do edifício.
Em Julho, as sessões do ‘Cinema na Esplanada’ cruzam-se com o programa inspirado pelos ‘Fantasmas ao Nosso Encontro’, propondo grandes clássicos, filmes que pela primeira vez são mostrados na esplanada do Restaurante-Bar 39 Degraus. Serviço de cafetaria/bar com bebidas, tostas, salgados, mousses, gelados e sorvetes artesanais e bolos vegan.

SELECÇÃO 
Sábado, 08 de Julho às 22h30 
‘Ugetsu Monogatari - Contos da Lua Vaga’ (1953), de Kenji Mizoguchi, com Masayuki Mori e Machiko Kyô. 
Japão no século XVI em guerra civil. Dois aldeãos partem para a cidade. O oleiro Kenjuro apaixona-se pela princesa Wakasa e vai para a sua mansão. O agricultor Tobei abandona a sua mulher e procura tornar-se num samurai. 
Sight & Sound - The 50 Greatest Films of All Time 
Cahiers du Cinéma - 100 Films pour une Cinémathèque Idéale 
Sexta, 28 de Julho às 22h30 
‘Vertigo - A Mulher Que Viveu Duas Vezes’ (1958), de Alfred Hitchcock, com James Stewart e Kim Novak.
Scottie, um polícia de São Francisco, sofre de vertigens desde que um polícia morreu numa queda para o salvar. Gavin, amigo de Scottie, pede-lhe que siga a sua mulher Madeleine, que se crê ameaçada por uma morta. 
Sight & Sound - The 50 Greatest Films of All Time  
Cahiers du Cinéma - 100 Films pour une Cinémathèque Idéale